Roteiro para conhecer o Espírito Santo em uma semana


  Vila Velha, Vitória, Domingos Martins, Venda Nova do Imigrante, Castelo, Anchieta, Guarapari  30556 visualizações

Apaixonado por geografia e mapas que sou, sempre me chamou a atenção aquele estado pequenininho na ponta do Sudeste. O que tem para fazer no Espírito Santo? Por que ouvimos falar tão pouco dele?

No início do mês, eu tive a oportunidade de conhecê-lo, junto com outros viajantes Dubbi. E posso dizer que voltei absolutamente fascinado com o que encontrei, seja na capital, Vitória, nas praias de Guarapari ou nas Montanhas Capixabas e seu agroturismo.

Por isso, preparei um roteiro para guiar o viajante que, assim como eu até dezembro de 2016, não conhece nada do Espírito Santo. Depois de visitá-lo, compartilhe a experiência com a gente aqui no Dubbi :)

Mateus Souza adicionou foto de Vila Velha,Vitória,Domingos Martins,Venda Nova do Imigrante,Castelo,Anchieta,Guarapari Foto 1

Foto: Rafael Incao

DIA 1 - VILA VELHA E VITÓRIA
O aeroporto de Vitória não é dos mais isolados, por isso é tranquilo chegar até a área mais central da cidade, onde ficam localizados os principais hotéis. Vale ficar dois dias para conhecer com calma a capital, e depois rodar pelo Estado. Faça o check-in no hotel e saia descobrir o mundo espírito-santense.

Sugiro começar o roteiro pelo Convento da Penha, construção histórica que remonta ao século XVI. Localizado no topo de uma montanha em Vila Velha, o local representa a alma do Espírito Santo, onde os capixabas demonstram toda a sua religiosidade, muito presente no Estado. Sem contar a vista fantástica que se tem tanto de Vitória e sua baía quanto de Vila Velha, suas praias e prédios. Bate uma sensação de “como é que eu não conhecia isso antes?”, e você já percebe, logo de início, que muita coisa boa vem pela frente.

Mateus Souza adicionou foto de Vila Velha,Vitória,Domingos Martins,Venda Nova do Imigrante,Castelo,Anchieta,Guarapari Foto 2

Foto: Vinicyus Vieira

Tente programar para sair do Convento até por volta do meio dia. Aproveite que já está em Vila Velha e almoce no Restaurante Atlântica (Av. Antônio Gil Veloso, 80, Praia da Costa). É preciso mergulhar na culinária capixaba e esse restaurante proporcionou uma das comidas mais gostosas que já experimentei em meus 26 anos de vida. Desde 1967, o local tem uma das moquecas capixabas mais famosas do Estado, que honra o lema “moqueca, só capixaba, o resto é peixada”, criado por um famoso jornalista local.

Mateus Souza adicionou foto de Vila Velha,Vitória,Domingos Martins,Venda Nova do Imigrante,Castelo,Anchieta,Guarapari Foto 3

Foto: Rafaella Panceri

Não é exagero, o local é bem frequentado. Encontrar os cantores sertanejos Gino & Geno no dia que fui é prova disso. A dupla tentava comer a moqueca, entre um e outro pedido de foto das mesas ao lado. Se estiver em bastante gente, peça também o creme de camarão no coco, uma receita simplesmente divina. É claro que tudo isso não sairá por uma pechincha, mas é uma extravagância necessária. Gastei por volta de R$ 50, mas saí de lá muito mais feliz do que entrei.

Para encerrar Vila Velha por enquanto visite o recém-reaberto Farol de Santa Luzia, que ficou dez anos fechado, e está no pacote de medidas que o Espírito Santo está adotando para impulsionar o turismo. Situado em uma área verde com a vista do mar, dos navios e do farol, é um lugar ideal para relaxar nos bancos de madeira enquanto a comida, que você provavelmente terá se esbaldado, dá uma abaixada.

Mateus Souza adicionou foto de Vila Velha,Vitória,Domingos Martins,Venda Nova do Imigrante,Castelo,Anchieta,Guarapari Foto 4

Foto: Mateus Luiz de Souza

Imagino que vai ser por volta de umas 15h, tempo mais do que suficiente para conhecer uma praia. Duas das mais legais em Vitória são a Curva da Jurema e a Camburi. Recomendo, no primeiro dia, a de Camburi, que é a mais famosa, mas não por isso, e sim porque ela tem calçadões, ciclovias e aluguel de bicicleta, perfeitos para esquecer completamente dos seus problemas. Beba uma água de coco ou uma cerveja gelada, brinde o pôr do sol, e volte para o hotel tomar banho e descansar, porque a noite vem aí.

Mateus Souza adicionou foto de Vila Velha,Vitória,Domingos Martins,Venda Nova do Imigrante,Castelo,Anchieta,Guarapari Foto 5

Foto: Divulgação

A vida noturna de Vitória se concentra basicamente em três pontos: rua da Lama (na verdade Av. Anísio Fernandes Coelho), no Jardim da Penha, Triângulo das Bermudas, na Praia do Canto, e no centro, principalmente nas ruas Sete e Gama Rosa. Para a primeira noite, indico a rua da Lama, que tem vários barzinhos, um na sequência do outro. O Bar Abertura é um dos mais movimentados, principalmente por conta do kiéber, um aperitivo de frango com presunto e queijo típico do estabelecimento.

DIA 2 - VITÓRIA
A agenda do segundo dia é ainda mais intensa, mas garanto que tudo vale a pena. Depois do café da manhã, parta para conhecer as paneleiras de Goiabeiras, um patrimônio cultural do Espírito Santo. Elas são conhecidas por fazerem panelas de barro usadas na culinária do Estado, e também vendidas para todo o Brasil. Na panela de barro a moqueca capixaba fica ainda mais gostosa.

Mateus Souza adicionou foto de Vila Velha,Vitória,Domingos Martins,Venda Nova do Imigrante,Castelo,Anchieta,Guarapari Foto 6

Foto: Vinicyus Vieira

No local, na verdade um imenso galpão, dezenas de mulheres (e alguns homens) produzem ao vivo o utensílio, nas várias etapas que envolvem fabricação da argila, elaboração dos moldes e tingimento para dar a cor final. Elas são muito simpáticas e boas de papo, explicam todo o processo, contam a origem das famílias e como foram parar ali. As panelas, de diferentes tamanhos, estão à venda, e recomendo fortemente caso queira aprimorar suas técnicas culinárias.

Parta, então, para o Projeto Tamar, na Enseada do Suá (horário de visitação de terça a domingo, das 8h30 às 17h). Existem 26 centros de visitação pelo Brasil, e vale a pena visitar cada um, porque é muito legal o trabalho que eles fazem de preservação da vida marinha. Na de Vitória, por exemplo, aprendemos o quanto a lama da Samarco foi prejudicial para as tartarugas da região de Linhares, a única cidade realmente atingida no Espírito Santo. Fez-se necessário um resgate emergencial delas e um trabalho de readaptação das espécies. Aproveite para fazer "cafuné" nas tartarugas marinhas que são mantidas nas piscinas antes de serem devolvidas ao mar. Elas adoram!

Mateus Souza adicionou foto de Vila Velha,Vitória,Domingos Martins,Venda Nova do Imigrante,Castelo,Anchieta,Guarapari Foto 7

Foto: Mateus Luiz de Souza

Mais um almoço chegou. Dessa vez, vale comer na Curva da Jurema, praia entre a Ilha do Boi e a Ilha do Frade, que tem uma bela vista. Ela conta com uma ótima estrutura de quiosques e restaurantes. Eu comi no Kiosque do Alemão e aprovei. A moqueca de sururu para duas pessoas sai por R$ 46,90, mas eu gostei mesmo é do arroz de polvo, no capricho, que serve tranquilamente três pessoas esfomeadas.

Reserve a tarde para o centro histórico de Vitória. Comece pelo Palácio Anchieta, sede do Governo Estadual. O início da construção do prédio data de 1570, quando ainda era um colégio. Em 2004, o local fechou as portas para uma completa restauração, concluída em 2009. As imagens do antes e depois impressionam: estava tudo caindo aos pedaços. Ao longo da visita, objetos de diferentes épocas, em meio a decoração de estilos variados, como a francesa, encantam os viajantes. No fim do tour, um espaço de exposição criativa é a cereja do bolo.

A catedral metropolitana de Vitória, em estilo gótico, e o Teatro Carlos Gomes, de estilo neoclássico, completam os lugares indispensáveis do centro.

Mateus Souza adicionou foto de Vila Velha,Vitória,Domingos Martins,Venda Nova do Imigrante,Castelo,Anchieta,Guarapari Foto 8

Foto: Vinicyus Vieira

Se sobrar tempo, o que não foi o meu caso, vá para o Parque Estadual da Fonte Grande, que tem um mirante de 309 metros de altura com vista para toda a baía de Vitória. Ele fecha às 17h, exceto em dias de lua cheia, que é estendido até as 20h, para observação do fenômeno.

Volte para o hotel, tome um bom banho e, se já estiver com fome, saia conhecer o Triângulo das Bermudas, região com muitos barzinhos, restaurantes, hamburguerias, sorveterias, baladas (a Nova, uma das mais famosas da capital, fica por lá). Só não recomendo esticar muito a noite, porque amanhã vamos acordar cedo e botar o pé na estrada.

DIA 3 - DOMINGOS MARTINS E VENDA NOVA DO IMIGRANTE
Tome um café da manhã bem reforçado e saia o quanto antes, porque a agenda é cheia novamente (assim que é bom, não é mesmo?). A primeira parada vai ser em Domingos Martins, que leva uma hora de viagem pela BR-262. Mais especificamente, no Parque Estadual da Pedra Azul, um verdadeiro espetáculo da natureza (horário de visitação, de segunda a sexta, das 8h às 17h).

Mateus Souza adicionou foto de Vila Velha,Vitória,Domingos Martins,Venda Nova do Imigrante,Castelo,Anchieta,Guarapari Foto 9

Foto: Vinicyus Vieira

A Pedra Azul me impressionou como poucos lugares que já visitei mundão afora. Ela é uma estrutura rochosa esculpida com carinho pela natureza: quanto mais perto você chega, mais admirado você fica. Uma trilha leva ao mirante, ainda na base da pedra, de onde se enxerga o horizonte e algumas mansões, como a do pai do Eike Batista.

Descobri que o tamanho pequeno do Espírito Santo acaba sendo uma vantagem, pois chega-se muito fácil de um lugar a outro. Apenas mais uma hora de estrada e já estamos em Venda Nova do Imigrante, cidade com forte colonização italiana, e sede do Festival da Polenta todo mês de outubro, que atrai cerca de 40 mil pessoas em dois finais de semana. O tombo da Polenta é o ápice da festa, embora tenha como concorrente de peso o concurso da Miss Polenta.

Mateus Souza adicionou foto de Vila Velha,Vitória,Domingos Martins,Venda Nova do Imigrante,Castelo,Anchieta,Guarapari Foto 10

Foto: Divulgação/SETUR-ES

No km 110 da BR-262 está o Hotel Venturim, onde recomendo você escolher como local de hospedagem. Primeiro, porque tem um preço bacana; segundo, porque a proprietária Ana Venturim é a pessoa mais simpática que você vai conhecer no Espírito Santo - ela faz amizade com todo hóspede; terceiro, porque junto com o hotel tem o Posto Venturim e o Restaurante Venturim, você já abastece o carro e seu estômago.

Aliás, coloque no seu prato as massas que estiver no rechaud, porque elas são feitas ali mesmo, artesanalmente. Simplesmente deliciosas. À venda estão vários sabores criados por Ana, como coco, café, vinho, tomate seco, mandioca, banana verde, dentre outros.

Tem crescido muito o agroturismo no Estado, e Venda Nova do Imigrante é a maior responsável. São mais de 40 fazendas na cidade em que é possível fazer um roteiro conhecendo a produção local de café, queijos, frutas, e socol, saboroso lombo de porco curado com sal e temperos, uma receita italiana.

Mateus Souza adicionou foto de Vila Velha,Vitória,Domingos Martins,Venda Nova do Imigrante,Castelo,Anchieta,Guarapari Foto 11

Foto: Vinicuys Vieira

As duas mais famosas fazendas são dos Carnielli e dos Lorenção. O bacana é que são os próprios proprietários que fazem o tour, e contam a história da fazenda, da família, dos produtos e o que mais você quiser saber. Aproveite cada amostra grátis de queijo e socol, a vontade vai ser de levar todos para casa.

Durante todo o dia, passe bastante repelente e protetor solar. Eu não segui esse conselho e fui picado por borrachudos durante as visitas às fazendas, e o inchaço na perna foi tão grande que saí de campo por um dia, mal conseguindo andar.

Vá para o hotel tomar um banho e descansar, e à noite aproveite para conhecer a simpática cidade de Venda Nova do Imigrante, de pouco mais de 20 mil habitantes. Experimente o restaurante Travoletta.

DIA 4 - CASTELO
Infelizmente, não tive a oportunidade de conhecer Castelo, a apenas 40 km de Venda Nova do Imigrante, mas muita gente me indicou, então repasso a dica. O local é muito comentado, principalmente pela Rampa de Ubá, considerada a melhor do Brasil para prática de voo livre. Essa foto não me deixa mentir que a paisagem por lá é deslumbrante.

Mateus Souza adicionou foto de Vila Velha,Vitória,Domingos Martins,Venda Nova do Imigrante,Castelo,Anchieta,Guarapari Foto 12

Foto: Rampa de Ubá/Divulgação-SETUR

Mesmo se você não for o mais radical dos aventureiros, só de conhecer um lugar que as pessoas saltam a todo instante deve ser muito joia. Está na minha lista para a próxima visita ao Espírito Santo. Ah, o voo de parapente por lá custa R$ 250. E para quem ama aventura, o estado capixaba é um prato cheio.

Outro lugar muito visitado em Castelo, a 15 km do centro, é a Gruta do Limoeiro, a mais importante do estado. As formações rochosas constituem um verdadeiro sítio arqueológico. Andar lá dentro é se sentir em um desenho animado ou na pré-história.

De Castelo, hora de seguir rumo às duas últimas cidades do nosso roteiro. Vá pela BR-101, passando por Cachoeiro de Itapemirim, em pouco mais duas horas de estrada.

DIAS 5 E 6 -  GUARAPARI E ANCHIETA
Eu fui esperando conhecer do município de Anchieta apenas o Santuário Nacional de São José de Anchieta, onde estão restos mortais do padre jesuíta mais importante do Brasil. O local guarda objetos, artefatos e até ossadas que representam a história brasileira e da Igreja Católica. O lugar é incrível, mesmo para quem não é católico. O guia, Igor, sabia tudo e mais um pouco.

 Mateus Souza adicionou foto de Vila Velha,Vitória,Domingos Martins,Venda Nova do Imigrante,Castelo,Anchieta,Guarapari Foto 13

Foto: Viajantes Dubbi

Achei que ia parar por aí, mas não! Anchieta tem uma natureza belíssima, com praias de tirar o fôlego, trilhas, passeio de rio que leva a ruínas históricas, enfim, fomos surpreendidos novamente. Recomendo ficar no recém-reformado Hotel Espadarte, na praia da Areia Preta, no balneário de Iriri, em Anchieta. O quarto para casal sai por R$ 280 na baixa temporada e R$ 380 na alta. Tem um deck que é um ótimo local para apreciar o pôr do sol, e a vista dos quartos para a praia e o monte Aghá também é suprema.

 Mateus Souza adicionou foto de Vila Velha,Vitória,Domingos Martins,Venda Nova do Imigrante,Castelo,Anchieta,Guarapari Foto 14

Foto: Mateus Luiz de Souza

Acorde no sexto dia e conheça o Parque Estadual Cesar Vinha, de uma beleza inigualável. Lembram que eu disse que fui picado por borrachudos e fiquei fora de campo? Pois é, perdi esse lugar sobrenatural, com área de restinga, mangues, a serra ao fundo, a lagoa cor de Coca Cola. Tive que me contentar com as notícias em tempo real que me mandavam pelo WhatsApp

Mateus Souza adicionou foto de Vila Velha,Vitória,Domingos Martins,Venda Nova do Imigrante,Castelo,Anchieta,Guarapari Foto 15

Foto: Fernando Palacios

Guarde o resto do sexto dia para Guarapari e uma de suas belas praias. Passamos tantos dias para lá e para cá que merecemos descansar em um só lugar, sem ter que se preocupar com deslocamento. A Praia dos Padres tem uma areia meio alaranjada que forma uma bela mistura com o verde da mata ao redor, o azul do céu e o amarelo do sol. A Praia Bacutia também é calma e paradisíaca, vizinha da Peracanga, outra também muito agradável.

 Mateus Souza adicionou foto de Vila Velha,Vitória,Domingos Martins,Venda Nova do Imigrante,Castelo,Anchieta,Guarapari Foto 16

Foto: Fernando Palacios

Guarapari é a segunda cidade mais visitada do Estado. Como boa parcela desses turistas é jovens, isso proporciona uma vida noturna bastante agitada, como as festas no Thale Beach Club. Aproveite para se despedir com estilo do Espírito Santo.   

DIA 7 - VITÓRIA
Hora de voltar para Vitória e pegar o voo de volta. Eu espero que você aproveite seus dias no Espírito Santo como eu aproveitei. Eu pouco falei aqui, mas os capixabas são muito receptivos, voltei com vários novos amigos, que estarão para sempre comigo nas minhas lembranças.  

Faltou alguma coisa no roteiro? Tem alguma dica extra? Deixe nos comentários!


- - - -

Se você curtiu esse texto, ficaria extremamente feliz se pudesse dar um nele aí embaixo ou compartilhar com seus amigos!

COMENTÁRIOS:

Lou Mariano

Lou Mariano comentou 2 anos atrás

Adoro essas postagens com roteiros! Devo confessar que depois das postagens que fizeram com seus relatos sobre o ES estou mto tentada a ir pra lá em 2017. ;) #dubbinfluenciadores rsrs

Thiago Constantino

Thiago Constantino comentou 2 anos atrás

Concordo plenamente. Es é fantástico. Pra mim é um Rio de Janeiro versão pocket

Mateus Souza

Mateus Souza comentou 2 anos atrás

Oi Lou! Fico feliz que esteja acompanhando os relatos! Vá sim e conte depois a experiência depois :) #dubbinfluenciadores haha

Antônio Tavares Sucupira

Antônio Tavares Sucupira comentou 2 anos atrás

Excelente artigo. Mas, volte com mais tempo, tem muito mais.

Marina Zanchetta

Marina Zanchetta comentou 2 anos atrás

poxa, uma pena vcs não terem ido a Castelo. Alé da Rampa de Ubá e da Gruta do Limoeiro tem também a Fazendo do Centro e a Cachoeira do Furlan. Espero que consigam voltar logo!

Ed Fischer

Ed Fischer comentou 1 ano atrás

Muito bom seu roteiro e seu relato! Claro que não daria para conhecer tudo em tão poucos dias! A respeito de Vitória os parques Pedra da Cebola e o Botânico da Vale e Ilha das Caieiras são boas pedidas. Sem falar ainda que entre junho a setembro tem os passeios para observação das baleias jubartes. Tem tambem, mais no verão, passeios de Escuna. Em Vila Velha temos as ilhas Itatiaias e Pitua, a fábrica de Chocolate Garoto, o Morro do Moreno, que tem um pôr do sol fantástico! No estado ES tem muita coisa, cara, por exemplo, as praias de Aracruz (80km de Vitória).

Samara Rodrigues Pavan

Samara Rodrigues Pavan comentou 11 meses atrás

Amei seu roteiro. Eu e meu marido estamos nos preparando para ir em 2019 por isso estou lendo tudo que posso! Valeu muito!

Ana Claudia Amaral

Ana Claudia Amaral comentou 10 meses atrás

Eu realmente amei o post. Muito obrigada pelas informações, os detalhes, principalmente.

Tarcisio Gimenez Junior

Tarcisio Gimenez Junior comentou 6 meses atrás

Muito bom seu post. Se puder, gostaria de saber qual a melhor forma de locomoção entre os municipios?

Sua viagem tão sonhada planejada por um Expert de viagem

O Instaviagem.com é uma agência online especializada em planejar roteiros 100% personalizados e feitos sob medida para cada viajante. Você preenche um questionário informando todas as suas preferências e orçamento e recebe uma consultoria de um verdadeiro viajante profissional!

Veja opções de roteiros personalizados para Vila Velha, Vitória, Domingos Martins, Venda Nova do Imigrante, Castelo, Anchieta, Guarapari,

PLANEJAR MINHA VIAGEM

Recomendamos para você:

Viajantes também leram:

SUA VIAGEM COMEÇA AQUI

Dubbi é um novo espaço para que pessoas incríveis que amam viajar possam interagir, se ajudar e compartilhar suas histórias e dicas de viagem.

Junte-se a nossa incrível comunidade de +35.000 de viajantes experts do Dubbi.