Mochilão pela Europa: 6 roteiros imperdíveis


  Europa, Londres, Roma, Roma, Paris, Lisboa, Madri, Barcelona, Munique, Bruxelas , Amsterdã, Dublin, Praga, Viena, Budapeste, Cracóvia, Copenhague, Estocolmo, Oslo, Tallinn, Riga , Vilnius, Vilnius  5120 visualizações

Quais países e cidades incluir em um mochilão pela Europa? Veja dicas de seis roteiros diferentes - do clássico ao alternativo, do cervejeiro ao báltico.

Momondo  adicionou foto de Europa,Londres,Roma,Roma,Paris,Lisboa,Madri,Barcelona,Munique,Bruxelas ,Amsterdã,Dublin,Praga,Viena,Budapeste,Cracóvia,Copenhague,Estocolmo,Oslo,Tallinn,Riga  ,Vilnius,Vilnius Foto 1

(Divulgação: shutterstock)

Explorar o Velho Continente é o sonho de muito viajante, seja ele amador ou profissional. E fazer um mochilão pela Europa não precisa significar exatamente colocar uma única mochila nas costas e sair pedindo carona entre os países. Mas sim organizar roteiro(s) práticos que possibilitem visitar o máximo de lugares novos, mas sem comprometer a diversão e a tranquilidade.

A seguir, a gente lista seis dicas de roteiros imperdíveis para mochilar na Europa, que cobrem boa parte do velho continente. Antes de tudo, porém, vale prestar atenção em alguns conselhos essenciais antes de por o pé na estrada e aproveitar ao máximo seu mochilão pela Europa.

Dicas para preparar seu mochilão pela Europa

Momondo  adicionou foto de Europa,Londres,Roma,Roma,Paris,Lisboa,Madri,Barcelona,Munique,Bruxelas ,Amsterdã,Dublin,Praga,Viena,Budapeste,Cracóvia,Copenhague,Estocolmo,Oslo,Tallinn,Riga  ,Vilnius,Vilnius Foto 2

Adote um ritmo razoavelmente tranquilo para o seu mochilão, para poder apreciar todas as belezas do caminho (Divulgação: shutterstock)

1. Primeiro monte o roteiro, depois compre as passagens. Isso ajuda a evitar gastar mais tempo e dinheiro com idas e vindas desnecessárias.

2. Quase sempre é melhor comprar a passagem de ida para o primeiro destino a ser visitado, e a passagem de volta saindo do último destino. Ida e volta do mesmo lugar só gastam mais tempo e, no fim das contas, a suposta economia não se confirma.

3. É bom sempre calcular o dia de deslocamento entre cidades/países como “perdido”, especialmente se a chegada for em um aeroporto afastado do centro da cidade. Nos casos de cidades próximas uma da outra, às vezes vale mais a pena fazer um “bate-volta” e se livrar do incômodo de carregar malas, fazer check-ins etc.

4. Tente controlar o “rítmo” do mochilão. Mesmo para os mais jovens e animados, investir em maratonas malucas vai pesar no cansaço. Por exemplo, marcar todas as partidas para as 5h da manhã acaba desgastando demais o corpo e a mente, e os passeios vão se tornar menos prazerosos em função do acúmulo de sono.

5. Sempre que possível, prefira os trens, que normalmente chegam e saem do centro da cidade, evitando os longos deslocamentos. A não ser, claro, se a viagem durar mais de 6 horas – daí vale mais ir de avião. Leia nosso artigo sobre como viajar de trem na Europa com dicas de tudo o que você precisa saber.

6. (In)felizmente, a Europa é gigante e não vai caber inteira no seu itinerário. Portanto, praticar o desapego é fundamental num mochilão. Trace prioridades dos lugares e pontos turísticos a serem visitados e tente evitar a tentação de fazer desvios de muitas horas para ver aquela igrejinha lá no norte que a sua tia disse que era imperdível.

Roteiro 1 – Europa Clássica: Londres, Paris, Roma


Londres – Paris: voo de 1,15 hora ou 2,5 horas de trem
Paris – Roma: voo de 2 horas

Momondo  adicionou foto de Europa,Londres,Roma,Roma,Paris,Lisboa,Madri,Barcelona,Munique,Bruxelas ,Amsterdã,Dublin,Praga,Viena,Budapeste,Cracóvia,Copenhague,Estocolmo,Oslo,Tallinn,Riga  ,Vilnius,Vilnius Foto 3

“Quem está cansado de Londres, está cansado da vida”, disse o poeta. Verdade pura. (Divulgação: shutterstock)

 

A capital da Inglaterra é daquelas em que quanto mais tempo se fica, mais vontade dá de ficar. Os maravilhosos (e gratuitos) museus, a infinidade de bares e restaurantes, a noite pulsante, o antigo e o novo estampados na arquitetura… não tem como ficar cansado de Londres. E se sobrar tempo na viagem, vale fazer um bate-volta a lugares como Bath (1h de trem), Stonehenge (1h30), Oxford (1h) ou Liverpool (2h40). Ou quem sabe até dar um pulo em Edimburgo (4h30 de trem), na Escócia.

De Londres, a melhor dica é ir de trem para Paris – são 2h30min de viagem a bordo do mega confortável Eurostar, saindo e chegando em pleno centro da cidade. A capital francesa é o sonho de consumo de todo turista europeu, e é só pisar em solo parisiense que tudo se justifica. Basta começar a andar (e, acredite, caminhar é a dica mais perfeita para descobrir e curtir Paris) para dar de cara com um cartão-postal atrás do outro. Também vale a pena fazer um tour de um dia até Reims (a região das adegas da verdadeira champanhe).

E depois de rápido voo, chega-se a outro clássico europeu: Roma. O trânsito caótico e o calor abafado do verão em nada comprometem o encanto de visitar uma cidade que respira história e mitologia. Com um catálogo de monumentos a céu aberto, a terra da pizza e do gelato ainda tem o Vaticano “de brinde” – um país novinho para incluir no seu roteiro, bem ali dobrando a esquina.

E por que não estender o passeio até a bela Florença (1h30 de trem) ou a charmosa Nápoles (1h)? Distâncias curtas para prazeres e sensações totalmente compensatórios.


Roteiro 2 – Europa Ibérica: Lisboa, Madrid, Barcelona

Lisboa – Madrid: 2h de voo ou 11h de trem noturno
Madrid – Barcelona: 1h15 de voo ou 2h30 de trem

Momondo  adicionou foto de Europa,Londres,Roma,Roma,Paris,Lisboa,Madri,Barcelona,Munique,Bruxelas ,Amsterdã,Dublin,Praga,Viena,Budapeste,Cracóvia,Copenhague,Estocolmo,Oslo,Tallinn,Riga  ,Vilnius,Vilnius Foto 4

Lisboa em uma imagem: sol brilhando, comida deliciosa e vistas deslumbrantes (Divulgação: shutterstock)

 

Tudo é agradável em Lisboa – o clima, a comida, as pessoas e até os preços – por isso mesmo, os brasileiros sentem-se tão à vontade na capital de Portugal. Rodeada por história, é envolta numa vibe tão despojada quanto convidativa a seus visitantes. Impossível resistir.

De Lisboa, dá tranquilamente para fazer passeios de ida e volta no mesmo dia para Sintra ou Cascais, por exemplo, ambas a cerca de meia hora de distância. Pode-se ainda mudar tranquilamente de país, indo até Sevilha (6h30 de ônibus ou 1h de avião) e de lá seguir para Madrid de trem, se a ideia for evitar o avião.

Duas cidades tão belas quanto diferentes na Espanha e que, certamente, devem estar presentes no roteiro da sua viagem para Europa. Madrid é a capital e comporta-se como tal: trânsito intenso, museus de renome internacional e uma gastronomia riquíssima. Saindo de lá, a dica é fazer um bate-volta até Toledo ou Segóvia (cerca de meia hora de trem), ou ainda Córdoba (1h45min).

Barcelona tem um clima totalmente relax, e mistura cultura, praia e vida noturna como poucas cidades na Europa. Das maravilhas arquitetônicas de Gaudí às animadas areias da Barceloneta, a ordem é se divertir na capital da Catalunha. Se sobrar um tempinho, pegue o trem até as simpáticas Girona (1h) ou Valência (3h).


Roteiro 3 – Rota da Cerveja: Munique, Bruxelas, Amsterdam, Dublin


Munique – Bruxelas: 1h20 min de voo
Bruxelas – Amsterdam: 1h50 de trem
Amsterdam – Dublin: 1h30 de voo

Momondo  adicionou foto de Europa,Londres,Roma,Roma,Paris,Lisboa,Madri,Barcelona,Munique,Bruxelas ,Amsterdã,Dublin,Praga,Viena,Budapeste,Cracóvia,Copenhague,Estocolmo,Oslo,Tallinn,Riga  ,Vilnius,Vilnius Foto 5

Munique, capital da Baviera: o paraíso oficial dos cervejeiros (Divulgação: shutterstock)

 

Os apreciadores da boa cerveja fazem a festa, literalmente, em uma viagem pela Europa. E se a ideia é provar algumas das melhores bebidas enquanto se conhece lugares incríveis, um bom roteiro cervejeiro não pode deixar de incluir essas quatro cidades.

Munique praticamente dispensa comentários. Lar da maior festa da cerveja do planeta – a lendária (e muito copiada) Oktoberfest, a capital da Baviera possui a mais antiga cervejaria em funcionamento do mundo (a Weihenstephan, de 1040) e alguns dos melhores “biergartens” (jardins da cerveja) de que se tem notícia – o da Torre Chinesa no Englischer Garten (jardim central da cidade) é o maior de toda a Alemanha.

A Bélgica é outro paraíso cervejeiro, com destaque para Antwerp, Bruges e, claro, a capital Bruxelas. Lá se pode provar as melhores cervejas belgas, em alguns dos bares mais legais e criativos da Europa. Escolher dentre as centenas de marcas é uma tarefa sim difícil, mas extremamente prazerosa.

Ainda que menos “respeitada” pelos experts do que as vizinhas Alemanha e Bélgica, a Holanda orgulha-se e muito de suas famosas e populares marcas de cerveja. A começar por uma tal Heineken – cuja visita à sua antiga fábrica, na capital Amsterdam, é programa imperdível.

Já na capital irlandesa, não tem pra ninguém: Guinness é a rainha. Ainda que várias outras boas cervejas artesanais estampem os cardápios dos tradicionais e animados pubs de Dublin, é a cerveja preta que virou sinônimo do país, com direito à visita pública à sua cervejaria, fundada em 1759.

.

.

.

Quer mais roteiros incríveis para desbravar o Velho Continente? Leia o post completo no blog da momondo!

 

Está convencido de fazer sua próxima aventura pela Europa? Então consiga os melhores preços e condições de passagens aéreas e hospedagens na momondo!

 

- - - -

Se você curtiu esse texto, ficaria extremamente feliz se pudesse dar um nele aí embaixo ou compartilhar com seus amigos!

COMENTÁRIOS:

Já imaginou fazer uma viagem 100% personalizada e feita sob medida para você?!

O Instaviagem.com é uma agência online especializada em criar roteiros 100% personalizados e sob medida para cada viajante. Você preenche um questionário informando todas as suas preferências e interesses e recebe uma consultoria grátis de um Especialista de viagens. Após fazer o orçamento, basta realizar o pagamento que o Instaviagem organiza toda a sua viagem do começo ao fim!

Recomendamos para você:

Viajantes também leram:

SUA VIAGEM COMEÇA AQUI

Dubbi é um novo espaço para que pessoas incríveis que amam viajar possam interagir, se ajudar e compartilhar suas histórias e dicas de viagem.

Junte-se a nossa incrível comunidade de +35.000 de viajantes experts do Dubbi.