Turismo em Machu Picchu: perguntas e respostas


  Machu Picchu  2905 visualizações

Fazer turismo em Machu Picchu é uma experiência inesquecível. As surpresas que a “cidade perdida dos incas” proporcionam aos viajantes durante a estadia farão da viagem um prato cheio para guardar as melhores recordações.

DUBBI  adicionou foto de Machu Picchu Foto 1Divulgação/Shutterstock

E os números do turismo em Machu Picchu não são para brincadeiras: um milhão de turistas visitam o local por ano, tanto que o governo peruano já impôs uma série de limitações, como o número de pessoas que entram por dia em Machu Picchu (2.500), 500 viajantes por dia na trilha inca, dentre outras.  

Esse controle era um pedido da Unesco (Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura), responsável pelos patrimônios mundiais da humanidade, pois o crescimento desenfreado do turismo em Machu Picchu estava afetando a preservação do sítio arqueológico.

Para não ficar mais nenhuma dúvida sobre turismo em Machu Picchu, o Dubbi preparou uma série de perguntas e respostas fundamentais para quem vai fazer turismo em Machu Picchu. Boa viagem!

DUBBI  adicionou foto de Machu Picchu Foto 2

Onde está localizada Machu Picchu?
As ruínas de Machu Picchu, principal atrativo do turismo em Machu Picchu, ficam no topo de uma montanha da cordilheira dos Andes no Peru, a 2.400 metros de altitude. Faz parte do distrito de mesmo nome, na província de Urubamba, no Departamento de Cusco, cuja capital regional, Cusco, está a 112 km.

Quais são as montanhas mais famosas?
São duas as montanhas clássicas para subir, além da “montanha central”: Machu Picchu (650 metros)  e Huayna Picchu (350 metros), que  fazem parte de uma grande formação conhecida como Batolito de Vilcabamba, na Cordilheira Central dos Andes peruanos. As ruínas incas encontram-se no meio do caminho entre os picos das duas montanhas.

DUBBI  adicionou foto de Machu Picchu Foto 3Divulgação/ShutterstockDivulgação/Shutterstock

Como faço para subir nelas?
É preciso ingresso e o número de visitantes é limitado. A entrada pode ser comprada para uma ou as duas montanhas (para essa última opção o preço é de R$ 225). A escalada para Huayna Picchu leva de 45 a 90 minutos e para Machu Picchu de 1 hora e 30 minutos a 2 horas, dependendo do ritmo. O nível de cuidado e atenção têm que estar na escala máxima, pois alguns pontos são estreitos e uma desatenção pode levar ladeira abaixo - e não queremos que seu turismo em Machu Picchu termine de forma trágica.

Qual a melhor época para viajar a Machu Picchu?
Os meses mais populares para fazer turismo em Machu Picchu são de maio a setembro, no inverno, quando o nível das chuvas é bem menor - apesar de a temperatura ser um pouco mais baixa também. Nos meses de junho e julho a seca é ainda maior. Na alta temporada, compre tudo com antecedência.

Mas e no verão chove muito?
A resposta é sim. Claro que nem todo ano é igual ao outro, mas as chuvas são fortes e frequentes. A temporada de aguaceiro começa em outubro e vai até abril. A recomendação é não fazer turismo em Machu Picchu nos meses de janeiro e fevereiro, quando a chuva é ainda mais severa. Apesar disso, Machu Picchu não fica longos períodos de tempo fechado, apenas em dias que a chuva é muito forte. Há diversos relatos de viajantes que ficaram ilhados nessa época do ano. Nos outros meses, se puder evitar é melhor.

Só dá para chegar a Machu Picchu pela Trilha Inca?
Não. Ouvimos falar tanto na Trilha Inca que parece ser a única opção para o turismo em Machu Picchu, mas não é. A maioria dos viajantes que faz turismo em Machu Picchu chega da forma tradicional, o trem de Cusco até o povoado de Aguas Calientes (umas 3h30 de viagem). De Aguas Calientes é preciso embarcar em um ônibus até Machu Picchu (mais uns 20 min).

Quando devo fazer a Trilha Inca?
Se você tem o espírito aventureiro e está em boa forma física, pois são longas caminhadas e irá acampar pelo menos três dias nas montanhas. Existem outras três trilhas alternativas, de diferentes complexidades. Saiba mais aqui. Por trilhas ou por trem, o ponto de partida para todos é Cusco.

DUBBI  adicionou foto de Machu Picchu Foto 4Divulgação/Shutterstock

Posso acampar em Machu Picchu?
Adoraríamos, mas não. O último acampamento que se faz para quem chega pela Trilha Inca fica a 1h30 de caminhada antes de chegar em Machu Picchu. A dica para quem quer fazer turismo em Machu Picchu mais aprofundado, explorando mais montanhas e toda a área das ruínas com calma, é entrar no parque pelo menos dois dias. Hotéis, hostels e pousadas não faltam em Aguas Calientes.

Existe limite de visitantes em Machu Picchu?
Sim, há diferentes limites de visitantes no turismo em Machu Picchu. Na cidade inca o máximo é de 2.500 visitantes por dia, enquanto na Trilha Inca são permitidos apenas 500 viajantes em 24 horas. E para subir a Wayna Picchu e ter a visão mais espetacular de cima de Machu Picchu apenas 400 pessoas.

Machu Picchu está desabando? O governo pode acabar com o turismo em Machu Picchu?
A quantidade de chuvas e a localização do terreno formam um ingrediente perfeito para deslizamentos de terra. Os números do turismo em Machu Picchu, que leva mais de um milhão de viajantes por ano, também contribui para colocar em risco as construções. Fala-se que o terreno está se movendo 1 cm por mês em direção ao abismo. É claro que se trata de um processo geológico demorado, mas um dia o turismo em Machu Picchu pode, sim, não existir mais (mas torcemos para que novas técnicas de prevenção de desmoronamentos sejam inventadas).

Sobre a segunda pergunta, a resposta é não. O que pode haver nos próximos anos é um novo rebaixamento do número de ingressantes.

Para saber mais:
O Dubbi fez, em julho, um especial sobre Machu Picchu contando o melhor roteiro no local, indicando onde comer em Machu Picchu, como chegar a cidadela inca, e o que fazer por lá.

E, viajantes, fiquem tranquilo: sabemos da paixão de vocês pelo Peru. Quem nunca foi está planejando sua trip; quem já foi costuma dizer que voltaria. Portanto, continuaremos falando de Machu Picchu sempre que possível. Siga os textos do nosso blog :)



- - - -

Se você curtiu esse texto, ficaria extremamente feliz se pudesse dar um nele aí embaixo ou compartilhar com seus amigos!

COMENTÁRIOS:

Sua viagem tão sonhada planejada por um Expert de viagem

O Instaviagem.com é uma agência online especializada em planejar roteiros 100% personalizados e feitos sob medida para cada viajante. Você preenche um questionário informando todas as suas preferências e orçamento e recebe uma consultoria de um verdadeiro viajante profissional!

Veja opções de roteiros personalizados para Machu Picchu,

PLANEJAR MINHA VIAGEM

Recomendamos para você:

Viajantes também leram:

SUA VIAGEM COMEÇA AQUI

Dubbi é um novo espaço para que pessoas incríveis que amam viajar possam interagir, se ajudar e compartilhar suas histórias e dicas de viagem.

Junte-se a nossa incrível comunidade de +35.000 de viajantes experts do Dubbi.