Caraíva: o destino RAIZ da Costa do Descobrimento (+ Arraial d'ajuda)


  Caraíva, Praia de Caraíva (Caraíva), Bahia, Porto Seguro, Arraial d'Ajuda  3979 visualizações

Caraíva é um pequeno vilarejo, pertencente ao Município de Porto Seguro, com cerca de 1 mil habitantes. Daqueles lugares em que você se sente em outro tempo, outro ritmo, em contato com o rústico e com a natureza. Alguns progressos já chegaram à cidade, como energia elétrica e wifi, mas esqueça do sinal de celular por aqui. Ah, e apesar de haver luz, não há iluminação pública, então prepare-se para guiar-se à luz das (incrivelmente infinitas) estrelas que alumiam o céu de Caraíva (ou com a lanterna do celular, se preferir). O charme do local é exatamente esse isolamento - vale conhecer Caraíva enquanto ela ainda mantém esse seu jeitão remoto.

O acesso

O acesso até a região é um pouco desafiador. O aeroporto mais próximo é o de Porto Seguro. De lá, pegue um táxi até a balsa de Porto Seguro (infelizmente não funcionaram aplicativos como Cabify, Uber ou 99 taxi nas minhas tentativas), que sairá por volta de R$25 reais (peguei durante o dia, durante a semana), num percurso de cerca de 10 minutos. Na balsa, compre seu ticket, que custará por volta de R$4,75 por pessoa (obs: a volta não é cobrada!), e você embarcará numa balsa apenas de pedestres ou naquelas compartilhadas com carros (verifique com o guichê qual sairá primeiro). As balsas saem de 30 em 30 minutos, e a viagem dura apenas 15 minutos.

Do outro lado do rio, pegue o ônibus para Caraíva com a empresa Águia Azul. A passagem custa R$20,00 até Caraíva (outros destinos no caminho, como Trancoso, custam menos. O preço depende do lugar onde descerá). São apenas 2 horários por dia desse ônibus que liga a balsa a Caraíva (verifique em http://www.viacaoaguiaazul.com.br/horarios/), tanto na ida quanto na volta, por isso é importante ficar atento à escolha do horário de seus voos para não ficar a ver navios.

Prepare-se para um ônibus em condições bem ruins de conservação, sem ar condicionado, numa estrada em sua maioria de terra/areia, num percurso que durará cerca de 3 horas. Mas o que é uma viagem sem esses pequenos perrengues, não é mesmo?
O ônibus tem seu ponto final na beira do rio caraíva, onde ainda será necessário pegar uma canoa que custa R$5,00 a travessia. No local da parada de ônibus também fica o estacionamento para quem vai de carro/moto, que custa R$20 a diária para carros e R$10 por dia para motos. Afinal, dentro da vila de caraíva, nada de transporte que não seja o pé na areia!

Não quer enfrentar esse percurso nessas condições? O taxi do Aeroporto de Porto Seguro até Caraíva custa por volta de R$300,00. Se você estiver em grupo, é uma opção bastante viável e confortável.

A Hospedagem

Tem inúmeras opções de pousadas para escolher, além de também existirem hostels e casas de temporada na região. Eu fiquei hospedada no Canoa Hostel, que fica um pouco mais afastado da principal rua de Caraíva, mas que valeu a pena a estadia. Um hostel com boa limpeza e organização, ar condicionado e bom sinal de wifi, simples mas mais do que suficiente. Por R$55,00 a diária, fiquei completamente sozinha no quarto compartilhado em todos os dias (ê delícia de baixa temporada!). A equipe é prestativa, mas nem sempre facilmente encontrada no Hostel. Peça o mapinha para se situar na vila!

Um parêntesis: percebi que não apenas no Hostel, mas em outras hospedagens, não há café da manhã incluído. Se for o seu caso, sem problemas: tem vários lugares que servem café da manhã em Caraíva. O mais indicado deles é o Restaurante da Duca (que fica, aliás, super perto do Canoa Hostel), lugar que vale demais pelo sabor e carinho da comida. A Duca em si é uma figura lendária da região: há 43 anos em Caraíva, teve uma das primeiras pousadas da região (que não existe mais), é toda mística e uma exímia artista. Suas pinturas coloridas retratando Caraíva são famosíssimas na região, e estampam inclusive muros, orelhões, e outros locais da vila. Não bastasse tudo isso, ela é conhecida por ser uma excelente dançarina de forró (e lambada, seu ritmo preferido, que reza a lenda, fazia ela andar de Caraíva a Porto Seguro à pé para participar de concursos quando mais nova).

Agora voltando à comida: São 3 opções de conjuntos de café da manhã, sendo o segundo com acréscimo de ovos mexidos em relação ao primeiro, e o último com acréscimo de queijo em relação ao segundo. Pães caseiros e ovos com um gostinho maravilhoso, uma geleia caseira deliciosa, 2 frutas e uma bebida à escolha são parte do 2º tipo de kit de café da manhã, que custa R$35,00 para 2 pessoas, ou o reduzido, para 1 pessoa, por R$15,00. Vale cada centavo.

Marian Ks adicionou foto de Caraíva,Praia de Caraíva (Caraíva),Bahia,Porto Seguro,Arraial d'Ajuda Foto 1

As pinturas da Duca! (Fonte:https://www.caraiva.com.br/wp-content/uploads/2016/10/Duca-15.jpg)

A alimentação


Ok, paulista (e praticamente paulistana) que sou, qualquer lugar do mundo parece barato depois de se viver em São Paulo. Mas confesso que fiquei um pouco surpreendida com os preços de Caraíva. Paguei num prato feito bem regular R$35,00, e R$10 num pastel minúsculo em dois locais diferentes. Achei a maioria dos valores um pouco caros para o que era servido, mas ao mesmo tempo, penso que três fatores pesam muito nesse quesito: a dificuldade de logística dos insumos até Caraíva, a subsistência do turismo (ou seja, eles dependem muito do que vem dos visitantes, um dinheiro também caracterizado pela sazonalidade) e a pouca concorrência. Não acho que comi super bem por lá, mas também não estava disposta a gastar muito com a alimentação.

Um lugar gostoso e com preço razoável para um lanchinho foi o Esfiha Caraíva, que tem esfihas abertas e fechadas em diversos sabores (indico o de 4 queijos!), além de sorvetes gostosos e também o famoso Netuno, bebida alcóolica específica de Caraíva, cuja receita é um mistério para todos. Com um gosto predominante de gengibre, e, na minha opinião, algo de erva mate ou similar no fundo, é uma bebida adocicada, saborosa e muito refrescante, que custa por volta de R$6,00 o copão. Quase comprei a garrafa pra trazer pra São Paulo!

Outra dica é a cocada de forno, que eu não consegui provar mas dois paulistanos com quem conversei falaram que compraram da D. Maria na praia da Barra. Aparentemente uma mistura de cocada com queijadinha, o sabor foi descrito como incrível. Vai ficar pra minha próxima visita, infelizmente.

Tem de tudo pra comer na Vilazinha, de comida japonesa até pizza, crepes e peixes, sanduíches e afins. A maior parte dos restaurantes, bares e lojinhas da vila estão na rua dos navegantes, que é a rua nas margens do rio caraíva, a mesma que você desembarca com a canoa.

A noitada

Quando viajo sozinha, confesso que geralmente estou na vibe de ficar tranquila e curtir as programações diurnas. Não me atrai muito sair pra noitada, coisa que temos em abundância em Sampa. Mas reconheço que fiquei muito curiosa em testar os famosos Forrós que rolam em Caraíva. São ao menos 2 casas que oferecem o gostoso forró, confira qual abrirá no dia em que estiver lá. O preço fica por volta de R$30 pra entrar. Mas com certeza vale a pena pra quem quer rodopiar até o amanhecer. É o programa preferido dos locais (inclusive a Duca, que confessou que dorme das 18h às 22h pra aguentar o forró na madrugada!), começa às 23h, durando até o amanhecer. Tem também uns restaurantes animados, como a Creperia do Porto, que estava com música ao vivo bem gostosa rolando. Tudo na rua à beira do rio Caraíva.

A época do ano

Fui no início de Abril (2018), e achei que compensou demais. Já é considerada baixa temporada, mas ainda não começou o pesado período de chuvas, a partir de maio. Caraíva estava superrrr vazia, o sol brilhou todos os 3 dias inteiros em que fiquei por lá, mas sem ser aquele calor que quase te mata assado. Super dica de época para visitar a região!

Os passeios

Meu roteiro foi o seguinte: numa quinta feira no almoço, cheguei em Porto Seguro e comecei a via sacra até Caraíva. Resultado: na quinta, cheguei já eram mais de 18h na Vila, resumindo minha vivência a jantar e dormir.

Na sexta feira, resolvi conhecer a Praia do Satu, super bem indicada. Vá até a praia da Barra (praia que encontra com o rio caraíva). Cruze o rio (a nado ou com canoas que custam R$5,00 a travessia) e siga caminhando. São cerca de 4km andando na orla do mar, num percurso reto e tranquilo, que durará cerca de 50 minutos (andando sem paradas). Nesse trajeto, as praias são bonitas mas ainda com as águas turvadas pelo rio caraíva. Mas após virar uma pontinha de praia, logo depois de algumas pedras, é que vem a belezura da Praia de Satu.

Marian Ks adicionou foto de Caraíva,Praia de Caraíva (Caraíva),Bahia,Porto Seguro,Arraial d'Ajuda Foto 2

Praia no caminho para Satu. Cheia de pedras lindas! (Fonte: autoral)

Mar azul, aliás vários tons de lindo azul, com algumas poucas (3 na realidade) barracas/bar/restaurante, o mar é calminho, quase sem onda. Escolhi ficar no Satu Beach Bar, o primeiro quando você chega à praia, para me espreguiçar nas gostosas esteiras com almofadas, embaixo de uma frondosa árvore, com um balanço à beira mar. Água de coco mega doce e gelada, atendimento super amistoso. Aceita cartão e tem uma trilha sonora de fundo de muito bom gosto.

Marian Ks adicionou foto de Caraíva,Praia de Caraíva (Caraíva),Bahia,Porto Seguro,Arraial d'Ajuda Foto 3

Marian Ks adicionou foto de Caraíva,Praia de Caraíva (Caraíva),Bahia,Porto Seguro,Arraial d'Ajuda Foto 4

Satu: tranquilidade e cinquenta tons de azul! (fonte: autoral)

Passe o dia contemplando a beleza dessa praia, e dê uma escapada para as lagoas de água doce que estão lá! A primeira, é ampla e gostosa, mas a segunda, foi minha queridinha. Primeiro porque só eu estava lá, segundo que ela fica bem próxima ao mar e cria um cenário exuberante com o contraste das suas águas amarronzadas e o azul do oceano. Não me recordo dos nomes, mas vá andando pela praia que você as encontrará!

Marian Ks adicionou foto de Caraíva,Praia de Caraíva (Caraíva),Bahia,Porto Seguro,Arraial d'Ajuda Foto 5

Visão da lagoa com o mar (fonte: autoral)

Por volta das 15h30, saí de Satu e comecei o percurso de volta. Atravessei de canoa e fiquei pela praia da Barra, na beira do rio Caraíva, curtindo suas águas doces em uma das cadeiras com tendas que são cartão postal de Caraíva. Com mais uma água de coco, contemplei o seu famoso por do sol. Lindo demais!

Marian Ks adicionou foto de Caraíva,Praia de Caraíva (Caraíva),Bahia,Porto Seguro,Arraial d'Ajuda Foto 6

As tendinhas coloridas são um charme! O por do sol, exuberante (Fonte: autoral)

Com a ajuda do pessoal do hostel (valeu Tati!) consegui um contato de um bugueiro para me levar até Corumbau no 2o dia. Com sorte, conheci na Duca um casal simpático de paulistanos que também queriam fazer o passeio. Bingo, assim o passeio ficaria mais em conta e mais divertido.

Os bugueiros são todos da Tribo Pataxó, que possui uma grande comunidade em Caraíva. O passeio passa por dentro da comunidade, e se for do tipo "completo", inclui visitar as aldeias. O nosso passeio foi apenas para Corumbau, e custou R$50,00 por pessoa (preço reduzido por ser baixa temporada, pois nosso bugueiro, o simpático Moacir, avisou que em alta o preço é R$100 por pessoa).

Com saída da Pousada Thayná, são cerca de 40 minutos de bugue até a Ponta de Corumbau, passando por dentro do território indígena, avistando de longe o Monte Pascoal (sim, aquele que fez o pessoal de Cabral gritar "Terra à vista" e definiu totalmente o rumo da nossa história!), que, inclusive, tem passeios de trekking até seu cume.

Corumbau, que delícia de praia! Aquilo sim era uma piscina. Quase zero de onda, águas azuis... Corumbau significa "longe de tudo, perto do paraíso" na língua indígena, e faz jus ao nome. Ficamos num dos restaurantes à beira mar, curtindo a sombra de tendas e espreguiçadeiras confortáveis, e por lá almoçamos. Dividimos um prato em 3 que seria para 2 (peixe na pedra) e foi mais do que suficiente. Com uma tônica e uma água de coco, paguei cerca de R$60,00. A cocada que vendem na região dizem ser bem deliciosa, mas quando fui não tinha mais. E a cocada foge de mim novamente!

Marian Ks adicionou foto de Caraíva,Praia de Caraíva (Caraíva),Bahia,Porto Seguro,Arraial d'Ajuda Foto 7

Praia de Corumbau! Delíciiiaa (fonte: autoral)

No retorno, nosso guia Moacir desviou um pouco a rota pra mostrar a Prainha: um local com uma visão linda do Rio Caraíva, cercada por vegetação, com um barranco alto que possibilita saltos direto nas águas doces. Saltei, claro. Que águas deliciosas! Ali o Guia mostrou algumas plantas e suas utilidades para os indígenas. Aliás, recomendo super o Guia Moacir (73- 99782021 com whatsapp), uma simpatia de pessoa!

Marian Ks adicionou foto de Caraíva,Praia de Caraíva (Caraíva),Bahia,Porto Seguro,Arraial d'Ajuda Foto 8

Não parece, mas é bem alto daí! (Fonte: autoral)Marian Ks adicionou foto de Caraíva,Praia de Caraíva (Caraíva),Bahia,Porto Seguro,Arraial d'Ajuda Foto 9

Iuhuuuuuu (Fonte: autoral)

No Terceiro dia eu quis conhecer a famosa Praia do Espelho. Eleita uma das mais belas do Brasil, partindo à pé de Caraíva são 11km de trilha, passando por praias e subida em falésias. Demora cerca de 2h30, mas confesso que não tive coragem de fazer. É só seguir o mesmo caminho até a praia do satu, e seguir adiante. Cuidado apenas com a subida da maré, que pode dificultar alguns trechos. Saia bem cedo para retornar também cedo, e não correr o risco de fazer a trilha no anoitecer. Quem fez indica e diz que a trilha é belíssima!

Pra quem está sedentário como eu e não quer se arriscar na trilha, tem 2 opções: fechar um passeio com lancha (cujo preço desconheço e depende de mais pessoas para acontecer) ou ir de ônibus. Eu escolhi a segunda opção, pegando aquele mesmo ônibus fuleiro usado pra chegar em Caraíva. Ele sai às 6h20 do mesmo local que me deixou na chegada (após a travessia de canoa), e custou R$8,00 para um trecho de quase 1 hora. O ônibus te deixará na porta do Condomínio Outeiro das Brisas. Atenção: antes de descer, não se esqueça de perguntar ao motorista que horas o ônibus passará no mesmo ponto na volta!

Seguindo a estrada lateral ao condomínio, são cerca de 50 minutos de caminhada em estrada de terra para chegar no Espelho. A caminhada é em sua maioria plana, com algumas ladeiras tranquilas, trechos cobertos de verde, muito silêncio e muita paz. Siga as placas que não tem erro. Só fique atento ao trânsito de carros que dividem espaço com você durante a caminhada.

Chegando na Praia do espelho, aprecie primeiro a vista do mirante lá de cima, e entenda por que a Praia do Espelho é tão famosa. Depois, desça as escadas e curta a linda praia de perto. Olhando o mar de frente, à sua direita, caminhe para curtir as falésias e um canto com menos movimento e sem infraestrutura de quiosques. Já à esquerda, está o canto de águas bem azuis e tranquilas, e a maior parte dos bares e restaurantes. Escolhi um deles e ali fiquei na espreguiçadeira.

Marian Ks adicionou foto de Caraíva,Praia de Caraíva (Caraíva),Bahia,Porto Seguro,Arraial d'Ajuda Foto 10

Vista lá do mirante logo ao chegar (Fonte: autoral)

Mas só depois de estar lá curtindo minha soneca é que soube do esquema da praia do espelho: você tem uma consumação mínima a cumprir, sob pena de pagar R$70,00 só por sentar o bumbum na espreguiçadeira. Resultado: tive que almoçar por lá (no meu caso no Restaurante Oriba), lugar em que o prato individual mais barato era o espaguete à bolonhesa por R$65,00 (o resto dos individuais era cerca de R$95,00). Ok, foi um espaguete à bolonhesa bem maravilhoso, mas mesmo assim, muito caro. Mas também ali fiquei cochilando, lendo e me banhando na praia das 8h30 até às 15h30.

Me preparei para o caminho da volta, sai bem mais cedo do que eu poderia, pois não quis correr o risco de perder o ônibus. O motorista havia me dito que passaria às 17h, mas eu já estava lá quase 1 hora antes. De fato, 17h15 ele passou por lá. Cheguei de volta à caraíva no final da tarde.


O retorno
Meu voo saía na terça feira às 11h50. Achei muito arriscado contar com aquele ônibus precário no dia do vôo. Minha opção foi então sair na segunda cedo (6h20 novamente) para Arraial d’ajuda, muito mais próximo de Porto Seguro, e lá passar um dia. No mesmo local de onde saem os ônibus, saem também algumas vans, mas cuja frequência de horário não sei informar. Escolhi pegar a van, que estava saindo antes, e que custou R$23,00 para usufruir de um transporte em melhores condições e com ar condicionado. Me deixaram no centro de Arraial D’ajuda, bem perto do hostel que fechei. Sai às 6h com a van, e cheguei em Arraial D’ajuda por volta das 8h.

Arraial D’ajuda já é um local com bastante infraestrutura. A estrada do Mucugê é lotada de lojinhas e restaurantes charmosos, onde rola o fervo da cidade. Já o centro histórico tem várias casas coloridas, lojas de artesanatos e, claro, a igreja de Nossa Senhora D’ajuda, com uma bela vista do mar. Compre fitinhas (coloridas, como as do Nosso Senhor do Bonfim) por R$2,00 o conjunto de 12, amarre no guarda corpo atrás da igreja, deixando seus pedidos mais sinceros. A visão da praia e todas aquelas fitinhas coloridas formam uma vista encantadora.

Marian Ks adicionou foto de Caraíva,Praia de Caraíva (Caraíva),Bahia,Porto Seguro,Arraial d'Ajuda Foto 11

Seguindo até o final da Estrada do Mucugê, você cai na praia de igual nome. Aqui fica a maior parte dos restaurantes e bares. Olhando para o mar, à sua direita, continue caminhando para chegar à Praia do Parracho, onde fica a famosa Uiki. Continuando o percurso, você alcança a Pitinga, a mais bonita das três praias, e a mais erma. Pegue a sombra de uma árvore, estenda a canga e curta sua paz.

Sobre a Hospedagem: fiquei no Arraial D’ajuda Hostel, e olha, que hostel incrível. Um dos melhores que já estive na vida. Numa boa localização, perto do centro histórico e da estrada do mucugê, instalada numa casinha histórica super charmosa... Além disso, tem piscina, quartos confortáveis e super limpos com ar condicionado, bom wifi, decoração divertida e um café da manhã incrível (sucos, dois tipos de bolo, pão francês, cuscuz - aquele branco com coco, coberto de leite condensado -, sucrilhos, iogurte, geleia, café, manteiga, frios e frutas - inclusive melancias cortadas), no esquema sirva-se à vontade. Tudo isso por R$60,00 a diária. Outra dica para quem vai em casal ou família, é a Pousada do Roballo, em plena Estrada do Mucugê, que conta com quartos confortáveis, num ambiente rústico com jardins de espécimes de mata atlântica, piscina, churrasqueira à disposição dos hóspedes, wifi, ar condicionado e café da manhã incluso, tudo isso com tarifas super justas!

Como ir ao aeroporto: bem na frente do hostel passam as vans e ônibus que levam até a balsa. Eu sai do hostel e nem esperei 10 minutos até o ônibus passar. Por R$3,50 você alcança a balsa. Caso prefira um taxi, o pessoal da recepção pode chamar, e custa cerca de R$30 o trecho. Além disso, perto do hostel, na praça em que começa a estrada do Mucugê e o centro histórico, tem também moto táxi, mas não sei informar o preço até a balsa!

Chegando na Balsa, não paga nada para cruzar até o outro lado (não entendi o porquê), e na saída da balsa tem taxis e moto taxis (não funcionaram os apps de transporte aqui também). Eu escolhi o moto taxi, por ser mais barato, e porque eu AMO andar de moto em cidades litorâneas. É lindo ver a vista e sentir a brisa soprar. Por R$15,00, o mototaxista me deixou no aeroporto em 10 minutos.


Segurança

Sempre gosto de falar sobre esse assunto, sendo uma mulher viajante solo, para orientar outras mulheres viajantes solo. Me senti super segura tanto em Caraíva quanto em Arraial, e olha que em Caraíva é um baita breu à noite! Mas achei super tranquilo viajar sozinha para ambos os locais, super recomendo! 


Dicas gerais

- Sacar dinheiro em porto seguro antes de ir. Muita coisa em Caraíva é a dinheiro, e também pode rolar uma falta de sinal que faz com que os locais que aceitam cartão não consigam processar a operação.
- Leve uma lanterna para se locomover na Vila. É um baita breu à noite! Mas aproveite essa falta de iluminação para curtir o céu estrelado de lá. Sinceramente, foi um dos mais bonitos céus estrelados que já vi na vida, concorrendo com minha memória de céu noturno de Maya Bay, na Tailândia.
- Pra todo tipo de viagem: deixe baixado offline o mapa de toda a região. Assim, mesmo sem sinal de 4g, você consegue usar o Google Maps e se localizar nas regiões!
- Caraíva tem lojinhas de peças artesanais lindas. Uma artista me chamou a atenção com aquarelas incríveis e peças e produtos com essas estampas autorais; Outro que me conquistou foi um grupo de 3 artistas (se não me engano 2 paulistas e 1 de BH) que fazem obras de mosaico de cair o queixo. Prepare-se, novamente, para os preços. Mas são belas peças para quem quer algo de recordação!

- - - -

Se você curtiu esse texto, ficaria extremamente feliz se pudesse dar um nele aí embaixo ou compartilhar com seus amigos!

COMENTÁRIOS:

Giulianna Mangabeira

Giulianna Mangabeira comentou 1 ano atrás

Amei !!!! Que viagem INCRÍVEL! Estou indo para Caraíva em 2 meses e voceê me deixou mais animada!!!!! Acha que valeu a pena ir para o Arraial D’Ajuda?? Terei dois dias depois de Caraíva e nao sei para onde ir !!! Obrigada

Marian Ks

Marian Ks comentou 1 ano atrás

Oi giulianna! Acho que pra 2 dias vale sim! As praias nao serão tão maravilhosas como Caraíva e Trancoso, mas a vilinha é bem gostosa! :)

Camila Oliveira Souza

Camila Oliveira Souza comentou 1 ano atrás

Muito detalhado o post! Amei todas as dicas! Obrigada!!!

Sua viagem tão sonhada planejada por um Expert de viagem

O Instaviagem.com é uma agência online especializada em planejar roteiros 100% personalizados e feitos sob medida para cada viajante. Você preenche um questionário informando todas as suas preferências e orçamento e recebe uma consultoria de um verdadeiro viajante profissional!

Veja opções de roteiros personalizados para Caraíva, Praia de Caraíva (Caraíva), Bahia, Porto Seguro, Arraial d'Ajuda,

PLANEJAR MINHA VIAGEM

Recomendamos para você:

Viajantes também leram:

SUA VIAGEM COMEÇA AQUI

Dubbi é um novo espaço para que pessoas incríveis que amam viajar possam interagir, se ajudar e compartilhar suas histórias e dicas de viagem.

Junte-se a nossa incrível comunidade de +35.000 de viajantes experts do Dubbi.