MOCHILÃO SUDESTE ASIÁTICO - DICAS DE OURO PARA ORGANIZAR SUA VIAGEM - Parte 1


  Tailândia, Laos, Vietnã, Camboja, Bali  3419 visualizações

Oi gente!

Como prometido no post anterior (http://www.dubbi.com.br/blog/aventura-no-sudeste-asiatico-mochilao-tailandia-laos-camboja-vietna-bali), aqui vão minhas dicas iniciais para organizar sua viagem e montar seu roteiro para o sudeste asiático - PARTE 1.

Primeiro de tudo, tenho que explicar que sou o tipo de pessoa que organiza a viagem toda, sem terceirizar nada, planejo, pesquiso e faço na raça! Além disso, em geral, meu estilo de viagem é intenso (muita muita muita andança para conhecer o máximo de coisas possíveis), de uma pessoa que prefere não gastar muito com hospedagem (hostels I

Atualmente, estou com todos os traslados internos comprados (aéreos, trem e ônibus) e todas as estadias reservadas (pelo booking). As passagens internas foram quase todas pela Air Asia, que mostrou ter o melhor preço nas cotações. Apenas um trecho será feito via Vietnam Airlines.

Nessa questão da LOCOMOÇÃO INTERNA, percebemos que a melhor forma é pela via aérea. Claro, muita gente faz trechos de ônibus, mas acredito que só vale a pena se você tiver tempo para perder nesses deslocamentos. Como nós queríamos otimizar o máximo de destinos nesse quase 1 mês, o avião era a opção mais acertada. De fato, isso encarece um pouco a viagem, mas economiza tempo e dor de cabeça. Nada que não possa ser compensado com os preços baixos das estadias e da alimentação.

O trecho de Chiang Rai a Luang Prabang (Laos) foi uma grande dor de cabeça quanto ao método de locomoção. Tentamos pesquisar sobre ônibus, mas aparentemente, saber dos horários e comprar passagens é só nas localidades (nada de antecipar pela internet), e ouvi alguns relatos de que existem opções restritíssimas de horários à disposição. Ou seja: isso tudo, somado às lendas sobre as viagens de busão no sudeste asiático serem complicadas, continuamos pesquisando, quando nos deparamos com a opção de traslado longo de barco pelo Rio Mekong (que dura 2 dias), não nos parecendo uma boa alternativa, de novo, pelo fator tempo. A última chance era uma lancha que faz o mesmo trecho do barco em horas (tipo 7 horas), o que pareceu super atraente de início, mas com um pouco de pesquisa na internet deu pra perceber que é um método arriscado de locomoção, com relatos de acidentes. Depois de muito titubearmos, decidimos que pagar o preço de uma passagem aérea pelas nossas vidas não parecia assim tão absurdo hahahaha.

A única coisa que reparei de curioso é que, para todo destino que você for nesses deslocamentos internos, você invariavelmente passará por Bangkok, mesmo quando isso parecer pouquíssimo inteligente em termos de logística! hahaha. Prepare-se para ser habituée do Aeroporto de Bangkok.

CONSIDERAÇÕES GERAIS SOBRE ESTADIA: eu não sei se os turistas ou os locais são pessoas que avaliam tudo muito bem sempre e são pouco exigentes, ou se a hospedagem do sudeste asiático é assim tão sensacional, pois nunca vi tantas opções de estadia classificadas como excelentes ou fantásticas, ainda mais com preços baixos! Acho que nunca fiquei em locais com classificações tão boas! hahahahah. Depois da viagem conto se dá pra confiar nessas notas ou não! Uma dica que uma amiga que foi pra lá me deu é checar as coisas no tripadvisor, pois aparentemente estar bem avaliado lá é algo muito relevante no sudeste asiático, e é a plataforma mais usada.

Eu gosto, nas minhas viagens, de pré-programar o que vou fazer em cada dia. É uma forma de otimizar ao máximo o meu tempo, para ver a maior quantidade de atrações possível. Assim, mapeio as atrações que quero ver, para avaliar a proximidade delas e assim criar rotas que compatibilizem os sightseeings da melhor maneira possível. Isso economiza um tempo precioso que você pode gastar curtindo os passeios, ou mesmo incluindo mais atrações por dia viajado (meu caso! hahahaha). É importante também para se organizar e não ser surpreendido, de última hora, sobre atrações que não funcionam em certos dias e horas da semana.  Eu sei, dá trabalho, dá preguiça, mas vale a pena. Consolido essas informações em 2 tabelas, uma mais resumida, de consulta rápida, e outra mais detalhista, que depois eu posto aqui para vocês tomarem como base! :)

Algumas atrações devem ser compradas já aqui do Brasil, pois são disputadas! Assim, não deixe de adquirir com antecedência (mesmo, de até uns 2 meses antes) o Elephant Nature Park, em Chiang Mai (Tailândia), um dos locais descritos como respeitosos aos elefantes, inclusive salvando alguns de condições degradantes. Eu acho essa parte muito importante, por isso fiz questão de conhecer esses grandalhões fofos em um lugar que os trate com dignidade. Você deve pagar uma taxa de reserva, e o restante é pago lá.

Obs: Um passeio comum em Chiang Mai é o dos tigres. Pesquisei e não achei nenhum que seja indicado como respeitador dos bichanos. As informações na internet alertam para o uso de substâncias que dopam os animais. Sendo desfavorável a isso, decidi não incluir esse rolê no meu roteiro!

Outro que você deve comprar com antecedência é o Maya Bay Sleep Aboard (partindo das ilhas Phi Phi), que tem vagas restritíssimas por dia! É um passeio que te possibilita conhecer a famosa Maya Bay (cenário do filme “A Praia” com Leonardo di Caprio!) durante à noite, ver plânctons que brilham no escuro e dormir na embarcação, curtindo a praia de manhã antes dos turistas chegarem! Dica de Ouro!

No próximo post, a segunda parte das dicas prévias de viagem! Vou falar sobre o visto e a vacinação, além de outros conselhos bacanas! Continuem acompanhando no blog do dubbi e no instagram oficial, para mais detalhes dessa viagem :)

Abração! 

Marian Ks adicionou foto de Tailândia,Laos,Vietnã,Camboja,Bali Foto 1

- - - -

Se você curtiu esse texto, ficaria extremamente feliz se pudesse dar um nele aí embaixo ou compartilhar com seus amigos!

COMENTÁRIOS:

Rosana Oliveira

Rosana Oliveira comentou 3 anos atrás

o momento que eu acho mais importante...o planejamento.... obrigada pelas dicas

Aldo Cruz

Aldo Cruz comentou 3 anos atrás

Oi Marian, continuo curtindo muito seus posts. A gente é muito parecido no quesito planejamento. Pra mim essa fase já é uma viagem na viagem. Eu também procuro antecipar muitas coisas e faço um dossiê. Sou fanático por Paris, e este ano, pela segunda vez, fiquei um mês na cidade e meu dossiê tinha 70 páginas. Virei a cidade do avesso, lado A e lado B :-)

Marian Ks

Marian Ks comentou 3 anos atrás

hahahaha adorei Aldo! Vou querer esse dossie de 70 páginas!!! :) Que bom que você tá curtindo! Espero que ajude você e todo mundo a quebrar etapas e facilitar a viagem quando vocês forem para lá! =) Rosana, é mesmo o mais importante! No quesito viagem (ainda mais porque muitas vezes viajo sozinha, e SEMPRE sem nenhuma agência de turismo), eu sou a louca das planilhas! hahahaha. Um dia eu talvez tente viajar sem nada programado, mas por enquanto tô feliz desse jeito! rsrs

Marian Ks

Marian Ks comentou 3 anos atrás

Olha o segundo post de organização de viagem aí!!!! Vacinação, vistos, mala de viagem e outras dicas imperdíveis! ;) http://www.dubbi.com.br/blog/mochilao-sudeste-asiatico-organizar-sua-viagem-vacinasvistosmala-parte-2

Sua viagem tão sonhada planejada por um Expert de viagem

O Instaviagem.com é uma agência online especializada em planejar roteiros 100% personalizados e feitos sob medida para cada viajante. Você preenche um questionário informando todas as suas preferências e orçamento e recebe uma consultoria de um verdadeiro viajante profissional!

Veja opções de roteiros personalizados para Tailândia, Laos, Vietnã, Camboja, Bali,

PLANEJAR MINHA VIAGEM

Recomendamos para você:

Viajantes também leram:

SUA VIAGEM COMEÇA AQUI

Dubbi é um novo espaço para que pessoas incríveis que amam viajar possam interagir, se ajudar e compartilhar suas histórias e dicas de viagem.

Junte-se a nossa incrível comunidade de +35.000 de viajantes experts do Dubbi.