Prefere praia ou frio de montanha? Espírito Santo tem os dois


  Espírito Santo, Vitória, Guarapari, Vila Velha, Itaúnas, Afonso Cláudio, Domingos Martins, Venda Nova do Imigrante, Castelo  4019 visualizações

Que tal tomar um café da manhã na beira da praia, almoçar ao lado de um parque natural e encerrar a noite no friozinho de uma montanha? Pode até parecer três lugares diferentes. Mas é possível fazer tudo isso em uma viagem ao Espírito Santo.

Mateus Souza adicionou foto de Espírito Santo,Vitória,Guarapari,Vila Velha,Itaúnas,Afonso Cláudio,Domingos Martins,Venda Nova do Imigrante,Castelo Foto 1

Afonso Claudio - Pedra dos 3 Pontões (Foto: Divulgação/SETUR-ES)

Ainda pouco explorado por turistas, espremido entre o Rio e a Bahia, o destino já começa a ganhar o visitante pela barriga: a cada moqueca experimentada em um restaurante, você tem a sensação de que aquela com certeza é a melhor da sua vida. Até provar a próxima.

A paisagem é capítulo à parte. O Estado é reconhecido pela natureza preservada, onde fica, por exemplo, o Pico da Bandeira, o ponto mais alto da região Sudeste. Por isso, a maneira mais indicada de conhecer o Espírito Santo é explorando alguns dos principais destinos de montanha do Estado. Cidades como Domingos Martins e seu distrito de Pedra Azul, Marechal Floriano, Matilde, Santa Leopoldina guardam um clima bucólico, mas recheado por cachoeiras e ideal para o viajante dormir em um ambiente mais fresquinho.

Mateus Souza adicionou foto de Espírito Santo,Vitória,Guarapari,Vila Velha,Itaúnas,Afonso Cláudio,Domingos Martins,Venda Nova do Imigrante,Castelo Foto 2

Pedra Azul - (Foto: Divulgação/SETUR-ES)

Uma opção para ficar mais com o “pé na terra” é se hospedar em casas, sítios e fazendas que são especializadas em não só receber o turista, mas também incentivá-lo a colocar a mão na massa em algumas atividades locais. A cidade de Venda Nova do Imigrante (113 km de Vitória) é a opção perfeita para quem quer praticar o agroturismo no Espírito Santo, dica super legal da viajante Marina Zanchetta aqui no Dubbi.

Mateus Souza adicionou foto de Espírito Santo,Vitória,Guarapari,Vila Velha,Itaúnas,Afonso Cláudio,Domingos Martins,Venda Nova do Imigrante,Castelo Foto 3

Agroturismo em Venda Nova do Imigrante (Foto: Divulgação/SETUR-ES)

Há ainda, a 15 km do centro da cidade de Castelo, a Gruta do Limoeiro, cujas formações rochosas constituem um sítio arqueológico e são palco de expedições científicas e de turistas interessados em aprender mais. Um pouco mais longe, a Rampa de Ubá é uma das melhores do país para a prática de voo livre. Possui 902 metros de altitude e 860 metros de desnível e está sempre lotada de profissionais e iniciantes em busca do salto mais radical. Castelo está a pouco mais de 150 km da capital.

Mateus Souza adicionou foto de Espírito Santo,Vitória,Guarapari,Vila Velha,Itaúnas,Afonso Cláudio,Domingos Martins,Venda Nova do Imigrante,Castelo Foto 4

Gruta do LImoeiro - (Foto: Divulgação/SETUR-ES)

Em Pancas, próximo à Colatina, existe outra rampa de voo livre também bastante frequentada. Além disso, o turismo radical é bastante praticado por lá em suas boas vias de escalada, como a Pedra Camelo e Pedra Agulha. Tudo isso em meio a voos de tucanos e vozes de macacos bugios.

Mateus Souza adicionou foto de Espírito Santo,Vitória,Guarapari,Vila Velha,Itaúnas,Afonso Cláudio,Domingos Martins,Venda Nova do Imigrante,Castelo Foto 5

Rampa de Ubá - (Foto: Divulgação/SETUR-ES)

Para quem vem do Rio de Janeiro, uma dica é fazer uma pausa estratégica na cidade de Anchieta e visitar o Santuário Nacional do Beato Anchieta. O local, erguido em 1564, serviu de escola de catequização dos índios e ainda guarda um acervo com objetos litúrgicos dos séculos passados. Para quem ama se sentir no passado, o município de São Mateus, repleto de casarões históricos, também é uma boa pedida.

Sol e praia
Se você não é do mato, a litorânea Guarapari, distante 60 km ao sul de Vitória, tem as praias mais visitadas. Para não ter erro, a viajante Marina Zanchetta orienta o roteiro. “Fique na região da praia das Castanheiras, de onde facilmente pode-se chegar em outras praias, como da Areia Preta, das Virtudes, dos Namorados, do Morro e fazer um passeio de escuna”, diz.

Mateus Souza adicionou foto de Espírito Santo,Vitória,Guarapari,Vila Velha,Itaúnas,Afonso Cláudio,Domingos Martins,Venda Nova do Imigrante,Castelo Foto 6

Guarapari - Divulgação/Shutterstock

É na praia do Morro que fica o acesso ao Parque Natural Morro da Pescaria, um dos principais pontos de ecoturismo do estado. Não deixe de ir ao mirante, que tem vista para as praias. O ingresso custa R$ 3.

Ainda em Guarapari, o distrito de Buenos Aires, já dentro das montanhas, atrai turistas o ano todo com suas trilhas e cachoeiras. A mais visitada delas é a do Turco, também conhecida como do Barbudo. Localizada em uma propriedade particular, possui fácil acesso. Já na categoria das trilhas, a mais comentada é a que leva para a Pedra do Elefante. Qualquer dúvida, pergunte aos moradores da vila, sempre bastante receptivos.

Em Itaúnas, a 266 km da capital e já próximo à fronteira com a Bahia, são as dunas o principal atrativo. A imensa massa de areia soterrou a antiga vila de pescadores e hoje compõe a paisagem. O clima de tranquilidade do vilarejo é interrompido apenas em julho, quando acontece o Festival Nacional de Forró, que leva 40 mil pessoas por ano à região.

Mas e a capital?
Em Vitória, a praia de Camburi ganhou uma roupagem nova nos últimos anos, com ciclovia e pontos de empréstimos de bicicletas, novos quiosques e calçamento. O movimento é constante em toda a larga faixa de areia. Já a praia da Curva da Jurema, além de ser um verdadeiro cartão-postal, ferve à noite com bares e restaurantes sempre lotados.

Mateus Souza adicionou foto de Espírito Santo,Vitória,Guarapari,Vila Velha,Itaúnas,Afonso Cláudio,Domingos Martins,Venda Nova do Imigrante,Castelo Foto 7

(Foto: Divulgação - SETUR-ES)

Para conhecer mais sobre a cultura gastronômica capixaba, a ilha das Caieiras é um prato cheio. Isso porque as desfiadeiras de siri ali se estabeleceram, primeiro para tocar a atividade como consumo próprio das famílias, e, posteriormente, como forma de sustento --tanto que hoje boa parte dos restaurantes têm seus frutos do mar originários dali.

Mateus Souza adicionou foto de Espírito Santo,Vitória,Guarapari,Vila Velha,Itaúnas,Afonso Cláudio,Domingos Martins,Venda Nova do Imigrante,Castelo Foto 8

Ilha das Caieiras - (Foto: Divulgação/SETUR-ES)

Agora, se a ideia é comer bem, não existe nada como a cidade de Santa Teresa, que fica a 78 km da capital. O município produz vinhos artesanais e biscoitos caseiros, além de ter ótimos restaurantes, como o restaurante Fabricio’s e o Trentino Cafés Especiais.

Já do ladinho de Vitória, a fábrica da Garoto, em Vila Velha, virou praticamente um patrimônio. Principalmente os chocólatras devem dedicar um tempinho para conhecer o local, que oferece um “chocotour” com degustação e visita ao museu do chocolate.

Ficou inspirado e foi ao Espírito Santo? Compartilhe sua experiência com a gente!

- - - -

Se você curtiu esse texto, ficaria extremamente feliz se pudesse dar um nele aí embaixo ou compartilhar com seus amigos!

COMENTÁRIOS:

Eliane Souza

Eliane Souza comentou 2 anos atrás

Adorei o post! Já estava pensando em conhecer o Espirito Santo, agora mais ainda.

Mateus Orlando

Mateus Orlando comentou 2 anos atrás

Lindo!

Rosimara Marinho

Rosimara Marinho comentou 2 anos atrás

O Espírito Santo é um estado muito rico em belezas naturais e por sua diversidade. Mateus parabéns pelo post. E aos que passarem pelo ES não deixem de provar o bombom de jaca que é típico em Meaípe - Guarapari e Ubu - Anchieta.

Já imaginou fazer uma viagem 100% personalizada e feita sob medida para você?!

O Instaviagem.com é uma agência online especializada em criar roteiros 100% personalizados e sob medida para cada viajante. Você preenche um questionário informando todas as suas preferências e interesses e recebe uma consultoria grátis de um Especialista de viagens. Após fazer o orçamento, basta realizar o pagamento que o Instaviagem organiza toda a sua viagem do começo ao fim!

Recomendamos para você:

Viajantes também leram:

SUA VIAGEM COMEÇA AQUI

Dubbi é um novo espaço para que pessoas incríveis que amam viajar possam interagir, se ajudar e compartilhar suas histórias e dicas de viagem.

Junte-se a nossa incrível comunidade de +35.000 de viajantes experts do Dubbi.