O que fazer em Veneza (Itália)


  Veneza  3124 visualizações

Se as cidades da Itália já são um charme por si só, Veneza definitivamente é a mais charmosa delas. Afinal, onde mais nos locomovemos de barcos e gôndolas em meio a canais que passam do lado de construções históricas, algumas delas milenares?

DUBBI  adicionou foto de Veneza Foto 1

Divulgação/Shutterstock

O charme veneziano resiste ao tempo e é o que vamos mostrar a seguir. Conheça o que fazer em Veneza.

Para curtir uma praia
A praia do Lido, na ilha do Lido, é uma longa faixa estreita de areia que é uma das principais opções do que fazer em Veneza. A viajante Erica Fonseca descreve o lugar como uma “típica praia europeia, com cabines para trocar de roupa, pouca vegetação, areia meio escura e bem limpa. Uma boa pedida para os meses mais quentes". Além disso, o vilarejo tem um charme diferente da Veneza das gôndolas, palácios e museus.

DUBBI  adicionou foto de Veneza Foto 2

Divulgação/Shutterstock

Palácio Ducal
Palazzo Ducale para os íntimos, é uma das principais construções de Veneza. Seu estilo um pouco gótico, um pouco renascentista, um pouco bizantino, de mais de mil anos de história, até hoje impressiona quem o conhece. É um símbolo da “Veneza ostentação”, do período em que os Doges davam as cartas por lá, quando a cidade era o principal centro mercantilista que florescia nas cidades europeias. Para conhecê-lo por inteiro (o local mistura sala com mapas históricos e ambientes de tortura), reserve pelos menos duas horas.

DUBBI  adicionou foto de Veneza Foto 3

Divulgação/Shutterstock

Fique atento com o ingresso pelo site oficial, que só tem dois tipos: uma entrada combinada com outros passeios e um itinerário secreto (que para a viajante Martha Sousa vale muito a pena a experiência) . Para adquirir apenas para o Palazzo Ducale, o segredo é comprar na hora, apesar de ter que enfrentar filas.

Ilhas Murano e Burano
Há muito o que fazer em Veneza além de sua parte mais central. Dois exemplos são as ilhas Murano e Burano. Embora sejam passeios tradicionais, não é todo mundo que costuma conhecê-las. Murano, na verdade, é um conjunto de sete pequenas ilhas, que têm uma forte tradição na indústria de vidraria. A história conta que o governo local transferiu, no início do século XX, as indústrias que existiam em Veneza pelo risco de incêndios (boa parte das construções são de madeira). Desde então, as ilhotas se desenvolveram e passaram a atrair turistas, interessados em apreciar suas casinhas e pontes.

DUBBI  adicionou foto de Veneza Foto 4

Divulgação/Shutterstock

Burano é bastante parecida com Murano (inclusive no nome, cuidado não confundir). No lugar de vidros, é muito forte por lá a tradição das rendeiras. E as casinhas de Burano tem um tom colorido a mais, o que rende ótimas fotografias.

Basílica San Marco
Impossível não se deixar impressionar pelas cinco cúpulas da Basílica San Marco, uma construção do século IX. Assim como o Palazzo Ducal, mistura estilo arquitetônico de três correntes distintas: bizantino, românico e renascentista.

DUBBI  adicionou foto de Veneza Foto 5

Divulgação/Shutterstock

A igreja fica na Piazza San Marco, também um marco histórico, e repleto de opções do que fazer em Veneza, como subir no alto das duas torres dell”Orologio e Campanile, com vistas incríveis da cidade.

Não acabou: vizinho ao templo está a Piazzeta que se abre ao Gran Canal com a famosa coluna com o Leão Alado, outro símbolo da cidade.

Passeio de gôndola
Para escrever sobre turismo, é preciso usar com moderação a palavra “obrigação”. Afinal, o que é imperdível para um viajante pode ser irrelevante para outros. No entanto, alguns passeios em certos destinos podem, sim, ser incluídos em seletas listas de obrigatórios. E as gôndolas fazem parte disso. É algo imperdível para quem busca o que fazer em Veneza.

DUBBI  adicionou foto de Veneza Foto 6

Divulgação/Shutterstock

Mas o que seria gôndola, pode pensar o viajante mais desatento? São aqueles barquinhos tradicionais de Veneza, com um design próprio, e o principal meio de locomoção em Veneza por séculos. Todos os filmes ambientados em Veneza tiveram pelo menos um passeio de gôndola em suas cenas. Não, não é barato, saindo na faixa de €80, geralmente divididos em até quatro pessoas. Se estiver sozinho, hora de fazer amizades no bar, na balada ou na fila e passear de gôndola. Uma sensação única. 

Onde não comer
Todo mundo sempre quer dicas de onde comer, mas saber onde NÃO comer é sempre muito válido. Foi o que fez o viajante Vitor Boccio em uma pergunta no Dubbi. “Para quem quer economizar, nem pense em comer próximo à Praça de São Marcos, à estação de trem e na Orla. Os restaurantes desses lugares, além de não ter nada demais, são mais caros por causa da localização”, diz.

DUBBI  adicionou foto de Veneza Foto 7

Divulgação/Shutterstock

Onde comer
Mas, claro, separamos também algumas dicas de onde comer. A sugestão da viajante Tatiane Remígio, do Recife, é ideal para quem está com pressa: Dal Moro, que serve uma boa massa preparada na hora no estilo “take away”. Fica na Calle De La Casseleria, 5324, Castello. “O local é minúsculo, vá com GPS ou mapa em mãos, senão é certeza que você vai se perder”, afirma.

Para algo mais tradicional, no estilo "italian way of food", a cantina Do Mori é a dica do viajante Renato Dias, de Campinas. Estilo rústico, bons vinhos e massas de dar água na boca, que combinação maravilhosa para brindar as opções do que fazer em Veneza!

Para curtir a noite
A viajante Dedé Bertussi, que mora em Veneza, é nossa guia. Ela recomenda finalizar o dia na Fondamenta della Misericordia, lugar “cheio de bares, movimento, alegria e pessoal bacana, onde rolam até uns concertos”.  Fondamenta, explica Dedé, quer dizer calçada ou caminho para pedestres na beira de um canal. A della Misericordia fica no bairro de Cannaregio, altura do Ghetto de Venezia.

Outra ideia é comer no Orient Experience, na praça Santa Margherita. “Lugar pequeno animado, onde estudantes de todos os lados se encontram. Econômico com comidas ótimas”, afirma Dedé.  

Ande sem rumo e pela madrugada
Ih, deu a louca no Dubbi! Calma, obviamente que não é para sair andando sozinho o tempo todo, principalmente de madrugada. Apenas unimos dois conselhos de viajantes. O Marcos Douglas Santos, do Rio de Janeiro, aconselha a andar sem rumo pela cidade e se perder pelas ruelas. “Dá para ir de uma ponta a outra a pé”, diz.

DUBBI  adicionou foto de Veneza Foto 8

E o viajante Vinicyus Vieira tem uma proposta interessante. “Veneza é absurdamente lotada durante o dia, mas incrivelmente essas pessoas desaparecem durante a madrugada. Ande pelas ruas durante a madrugada, é uma atmosfera única. Tenho fotos da Piazza San Marco totalmente vazia - algo impossível de se imaginar ao ver como é o lugar durante o dia”, conta.

Nota do Dubbi: mesmo sendo Europa, primeiro mundo, ande sempre com atenção, sem esbanjar pertences, etc.

Onde ficar
O viajante Dennis Carlotti, de São Paulo, tem uma dica ótima: um lugar em que não será necessário passar por pontes nem escadarias para chegar. Trata-se do Hotel Fontana, pertinho da Piazza San Marco e Ponte dos Suspiros, a 5 minutos da estação San Zacaria.  

Tem mais dicas do que fazer em Veneza? Deixe nos comentários e inspire viajantes!

- - - -

Se você curtiu esse texto, ficaria extremamente feliz se pudesse dar um nele aí embaixo ou compartilhar com seus amigos!

COMENTÁRIOS:

Vanessa Barreto

Vanessa Barreto comentou 2 anos atrás

Adorei o post!! Já me senti viajando um pouquinho =) Sobre as ilhas Murano e Burano: é fácil chegar lá? Alguma dica de como ir e melhor horário? Em meio dia dá pra conhecer as duas? Muito obrigada!!!

Thais Cafuoco

Thais Cafuoco comentou 1 ano atrás

Olá Adorei as dicas A única falha é não ter boas dicas de onde pernoitar. A única dica dada é cara. Não tem hostil ou pousada pra mochileiros em Veneza?

Sua viagem tão sonhada planejada por um Expert de viagem

O Instaviagem.com é uma agência online especializada em planejar roteiros 100% personalizados e feitos sob medida para cada viajante. Você preenche um questionário informando todas as suas preferências e orçamento e recebe uma consultoria de um verdadeiro viajante profissional!

Veja opções de roteiros personalizados para Veneza,

PLANEJAR MINHA VIAGEM

Recomendamos para você:

Viajantes também leram:

SUA VIAGEM COMEÇA AQUI

Dubbi é um novo espaço para que pessoas incríveis que amam viajar possam interagir, se ajudar e compartilhar suas histórias e dicas de viagem.

Junte-se a nossa incrível comunidade de +35.000 de viajantes experts do Dubbi.