O que fazer em Salvador (BA)


  Salvador  1129 visualizações

A capital da Bahia é conhecida mundialmente por seu Carnaval, que atrai turistas de todos os lugares possíveis. Mas a histórica cidade não vive só da festa no começo do ano. Há muito o que fazer em Salvador em suas praias, prédios históricos e restaurantes com deliciosos acarajés, que atraem pessoas o ano inteiro.

Quer saber o que fazer em Salvador? Veja as dicas que separamos!

DUBBI  adicionou foto de Salvador Foto 1

Divulgação/Shutterstock

O que fazer em Salvador em 24 horas?
A viajante Lana Gomes só tinha um dia para aproveitar a cidade e perguntou o que poderia fazer nesse tempo. Veja as melhores dicas que ela recebeu (se você for viajar com mais tempo, pode aproveitar esse roteiro com mais calma).

DUBBI  adicionou foto de Salvador Foto 2

Divulgação/Shutterstock

- Hospede-se na região do Pelourinho e aproveite para explorar o entorno, começando pelo próprio Pelourinho. O clássico Elevador Lacerda não pode ficar de fora do roteiro. Depois, vá à praça da Sé, outro ponto icônico.

- Na praça Visconde de Cairu, perto de onde fica o pé do Elevador Lacerda, experimente as diversas cachaças dos barzinhos.

- Para se refrescar do calor, a sorveteria mais falada da cidade é a Cubana Sorvetes.

- Ainda em pontos históricos de Salvador, o Farol da Barra é o lugar ideal para ver o pôr do sol, o “mais perfeito do universo”, segundo a viajante Thais Andrade, de Niterói.

- A Igreja e Convento de São Francisco também merece sua atenção. Ela é riquíssima de detalhes e com uma arquitetura impressionante por dentro.

- À noite, hora de conhecer o bairro do Rio Vermelho, onde mora o agito da vida boêmia de Salvador.   

DUBBI  adicionou foto de Salvador Foto 3

Divulgação/Shutterstock

O melhor acarajé
Todo mundo que procura o que fazer em Salvador inclui na lista comer acarajé pelo menos uma vez. Se você for no bairro do Rio Vermelho, vai ser a mais coisa mais fácil do mundo encontrar um lugar para prová-lo. “Há algumas barracas para você escolher. Cada baiano tem a sua favorita para recomendar”, diz Carolina Fernandes. Para a viajante Iracema Genecco, o Acarajé da Regina, é o melhor, porém, avisa, prepare-se para a fila, que costuma ser grande.

E, nessas horas, nada melhor do que pegar dicas com um morador local. A Tarsila Figueiredo, de Salvador, ama acarajé. “Na minha opinião, o melhor é o de Cira, em Itapuã. Ele é o mais saboroso, sai em muita quantidade, e está sempre quente”, diz.  

Sobre o acarajé da Dinha, bastante recomendado por outros viajantes, ela afirma. “É o mais famoso e mais frequentado, e não deixa de ser bom, mas particularmente não chega aos pés do de Cira, em Itapuã”.

DUBBI  adicionou foto de Salvador Foto 4

Como nem só de acarajés são as opções do que fazer em Salvador, a viajante Luciana Portugal, de Feira de Santana, dá importantes dicas de onde comer outros pratos. “Para moqueca de camarão e moqueca de siri mole, o restaurante Paraíso Tropical, na Rua Edgar Loureiro, 98-B. Outro moqueca de camarão que indico é a do restaurante Sombra da Mangueira, na Linha Verde”, afirma.

Capitães de Areia
A viajante Ana Luiza Carvalho lembra de um dos mais importantes escritores do Brasil, o baiano Jorge Amado. “Não deixe de visitar a casa de Jorge Amado, no Rio Vermelho, ela é sensacional, bárbara. Conhecer Jorge Amado é conhecer um pouco da Bahia”, diz.

Novas amizades
O que fazer em Salvador? Conhecer gente! Os soteropolitanos (lembram-se deste gentílico da época da escola?) são comunicativos e adoram novas amizades. A viajante Karla Nara até indica o lugar que serve como ponto de encontro de pessoas que adoram contar suas histórias. “Passei horas conversando com o pessoal do mercado central”, diz.

DUBBI  adicionou foto de Salvador Foto 5

Divulgação/Shutterstock

Salvador é perigosa?
Alguns viajantes tiveram essa dúvida no Dubbi, mas outros logo trataram de acalmá-los. Os cuidados a se tomar na cidade são os mesmos que você tomaria em qualquer outra grande cidade no mundo. Não andar com celulares expostos, nem objetos valiosos, evitar áreas centrais mais escuras, principalmente se estiver sozinho, por aí vai. Vai para algum lugar que não conhece? Sempre pergunte antes para o pessoal do hotel ou do hostel como é a região, quais cuidados tem que tomar.

“Salvador é perigosa como qualquer outro lugar do Brasil. A cidade tem suas mazelas, como em toda capital, mas não deixe de curtir as suas férias por isso”, aconselha a viajante Monique Belmont.

Uma dica interessante é da viajante Liine de Souza. “Não aceite as fitas da igreja de São Bonfim de qualquer um. Os bandidos usam isso para marcar quem é turista”, conta.

Carnaval
Há muito o que fazer em Salvador no Carnaval. São inúmeros trios elétricos espalhados pelas ruas e festas que vão até a manhã seguinte (ou talvez nunca acabem). Para curtir ao máximo, é preciso não se incomodar com barulhos e agito o tempo todo. Se prefere algo um pouco mais calmo, alugue um camarote, mas mesmo assim saiba que o movimento só diminui um pouco, nunca acaba. Comprar os abadás dos trios, para ficar dentro da corda, também é uma maneira de achar um espaço com menos movimento.

DUBBI  adicionou foto de Salvador Foto 6

Divulgação/Shutterstock

Bate-volta
Há muito o que fazer em Salvador, mas, se tem um lugar que vale a pena gastar energia para um bate-volta, esse lugar definitivamente é o Morro de São Paulo, que sempre aparece entre as praias mais bonitas do Nordeste.

Por lá, são sete praias. Cinco delas são chamadas de Primeira Praia, Segunda Praia, etc, de acordo com a distância do centro. Quanto mais perto, maior o movimento. Não deixe de visitar a praia da Gamboa, ainda mais sossegada que as demais. No finzinho da tarde, o melhor pôr do sol é na Toca dos Morcegos, um bar com música ao vivo a caminho do mirante.

DUBBI  adicionou foto de Salvador Foto 7

Divulgação/Shutterstock

Se quiser dormir por lá, a viajante Caroline Ávila recomenda o Hostel e Pousada Escorregue no Reggae. “Adorei. Bem localizado, atendimento excelente, extremamente limpo, barato e o café da manhã tinha tudo que você possa imaginar. Quiçá foi o melhor hostel que já fiquei”, afirma.

Outro lugar incrível para aproveitar o mar fora de Salvador é a Praia do Forte, no município de Mata de São João, a 70 km de Salvador. De tão lindo, o local é conhecido como “Polinésia brasileira”, e ainda conta com o Projeto Tamar, que pode ser visitado. Por lá, existem várias feirinhas e restaurantes maravilhosos, segundo Ana Fagundes, de Jaraguá do Sul. A Mari Taques, de Curitiba, até implora. “Por favor, vão para a Praia do Forte”, diz. Pedido anotado!

DUBBI  adicionou foto de Salvador Foto 8

Divulgação/Shutterstock

Praias em Salvador
Há tanto o que fazer em Salvador, que íamos nos esquecendo de falar de praias na cidade. Figuram entre as mais procuradas a do Flamengo (com quiosques de frente ao mar), Buracão (praia bem tranquila), Itapuã e Stella Maris.  

Tem mais dicas do que fazer em Salvador? Deixe suas dicas nos comentários e inspire viajantes!

- - - -

Se você curtiu esse texto, ficaria extremamente feliz se pudesse dar um nele aí embaixo ou compartilhar com seus amigos!

COMENTÁRIOS:

Sua viagem tão sonhada planejada por um Expert de viagem

O Instaviagem.com é uma agência online especializada em planejar roteiros 100% personalizados e feitos sob medida para cada viajante. Você preenche um questionário informando todas as suas preferências e orçamento e recebe uma consultoria de um verdadeiro viajante profissional!

Veja opções de roteiros personalizados para Salvador,

PLANEJAR MINHA VIAGEM

Recomendamos para você:

Viajantes também leram:

SUA VIAGEM COMEÇA AQUI

Dubbi é um novo espaço para que pessoas incríveis que amam viajar possam interagir, se ajudar e compartilhar suas histórias e dicas de viagem.

Junte-se a nossa incrível comunidade de +35.000 de viajantes experts do Dubbi.