O que fazer em Berlim, cidade sinônimo de vida cosmopolita


  Berlim  1986 visualizações

Você pode ouvir falar em muita cidade cosmopolita por aí. Mas poucas serão como Berlim, repleta de parques, praças, museus, festas, festivais, galerias e tudo o que uma vida em metrópole pode proporcionar de melhor. Quer saber o que fazer em Berlim? O Dubbi dá várias dicas para conhecer a capital alemã da melhor maneira possível.

Mateus Souza adicionou foto de Berlim Foto 1

Quantos dias
Não resta dúvida: se quer conhecer a cidade decentemente e aproveitar as melhores opções do que fazer em Berlim, ao menos quatro dias são necessários. Se só der para ficar dois, concentre-se nos principais pontos turísticos de Berlim. E garantimos: se resolver ficar mais tempo (um ano, quem sabe) você não irá enjoar.

As dicas de Berlim deste texto baseiam-se em quem procura o que fazer em Berlim em quatro dias. Se busca o que fazer em Berlim em dois dias, faça os passeios em versão express.  

Quando ir
Nem precisamos falar, né? Esquema Europa tradicional: verão de junho a setembro, inverno de dezembro a março. Vai da sua disponibilidade ou preferência pelo clima. O que fazer em Berlim no inverno? Tirando os parques, que poderão estar fechados por causa do frio, há praticamente as mesmas opções independente da estação do ano. 

Caminhando e andando
O que fazer em Berlim? Caminhar, claro. As vias são bem sinalizadas, a cidade é segura e arborizada e o transporte público funciona que é uma beleza. Deixe o sedentarismo para trás e saia andar sem preocupações. A avenida Unter den Linden é uma ótima pedida.  Com seus 1,5 km de extensão, ela se estende da ponte Schlossbrücke (conhecida como Ponte do Palácio) até a Pariser Platz (onde está localizado o Portão de Brandemburgo). É a região onde antes ficava Berlim Oriental.

Mateus Souza adicionou foto de Berlim Foto 2

História e política
A capital alemã respira história e política. Portanto, se busca o que fazer em Berlim, já sabe a resposta. Prova disso é a abundante diversidade de prédios para visitar, começando pelo Reichstag, o prédio do parlamento alemão. Para chegar lá, não tem erro, localiza-se próximo do Portão de Brandemburgo. Estar na frente do prédio é legal, mas a graça mesmo é subir na cúpula, de onde se tem uma vista panorâmica de toda Berlim. A visita acontece todos os dias das 8h às 0h, mas a última entrada é realizada às 22h.

A região de Nikolaiviertel, nas margens do rio Spree, atualmente tem uma cara de cidadezinha medieval pacata. Mas nem sempre foi assim. O local é o berço de Berlim e sofreu principalmente durante a Segunda Guerra Mundial, com os bombardeios dos Aliados. Sua reconstrução se deu somente nos anos 80. Ali por perto está a prefeitura (Rotes Rathaus), um prédio de estilo renascentista, que virou avermelhado nos tempos do socialismo e assim continua até hoje.

O muro
Mas a grande atração é, sem dúvida alguma, o que restou do Muro de Berlim, constrúido em 1961 e que separou a Alemanha Ocidental, capitalista, da Alemanha Oriental, socialista. Há vários pedaços dele espalhados pela cidade. O trecho mais visitado é o East Side Gallery, uma faixa imensa de muro que virou galeria de arte a céu aberto, e frequentemente tem pinturas em homenagem a algum acontecimento importante.

Mateus Souza adicionou foto de Berlim Foto 3

Mas outras partes são até mais interessantes (e com menos turistas, o que é sempre bom). A rua Bernauer Straße, por exemplo, com partes do muro, conta a história da construção, através de fotos e textos na parede, mostrando como a separação foi dura para os alemães e tratou-se mais de uma política de estado do que desejo uniforme da população. Por ali, um “mirante” mostra uma visão mais peculiar da separação.

Praças e parques
Berlim tem duas praças obrigatórias: Gendarmenmarkt e Alexanderplatz. A primeira, localizada no centro histórico, é composta por três icônicos edifícios: no centro a Konzerthaus (Casa de Concertos) e Französischer Dom (Catedral Francesa) e a Deutscher Dom (Catedral Alemã), praticamente gêmeas. Já Alexanderplatz (carinhosamente chamada de Alex pelos moradores) é a maior e mais movimentada da capital alemã. Trata-se de um importante centro comercial desde o final do século XIX.    

Mateus Souza adicionou foto de Berlim Foto 4

Uma dica de Berlim que não tem como errar são os parques. São inúmeros que valem a pena visitar. Se estiver na Alemanha entre abril e maio, vá ao Britzer Garten presenciar o Tulipan, o festival da tulipa. Se estiver em agosto e setembro, é a vez do Dahlienfeuer, o festival das dálias. Falando em festivais, o Kirschblütenallee (Alameda das Cerejeiras) traz o festival das cerejeiras. O mais legal é que ele está localizado na antiga área do Muro de Berlim batizada de “faixa da morte”, por ser, bem, um lugar perigoso.

O Gärten der Welt, ou Jardins do Mundo, traz jardins temáticos de várias regiões, como o oriental, chinês ou balinês. Mas não pense que são simples canteirinhos de flores e plantas. Tratam-se de verdadeiros complexos planejados e construídos por paisagistas dos respectivos países homenageados, assim como as plantas também são originárias deles.

Mateus Souza adicionou foto de Berlim Foto 5

Onde comer em Berlim
Para comer bem e barato, e se divertir, o local é o Neue Heimat Berlin Village Market, a Street Food Market, em Friedrichshain. A viajante Vanessa Hikichi, de São Paulo, tem uma boa definição. “É o ponto que define a cultura e o estilo de vida de Berlim”. Toda sexta acontece sessão de jazz com artistas do mundo inteiro.

Mas a cena gastronômica berlinense é ampla e se reinventou a partir dos anos 2000. O evento semanal Street Food Thursday, por exemplo, no mercado Markthalle Neun, reúne cidadãos estrangeiros e cozinheiros empreendedores que mostram suas produções culinárias. Se você gostou da ideia, visite ainda o Bite Club, mercado de rua que conta com DJs e coquetéis.

Mateus Souza adicionou foto de Berlim Foto 6

O que fazer em Berlim à noite
Para curtir a noite berlinense, uma das melhores do mundo, os bairros de Mitte, Friedrichshain e Kreuzberg são repletos de bares, restaurantes e baladas. A cidade ama música eletrônica, não se esqueça. O Berghain é um clube instalado numa antiga usina de energia e certamente uma das baladas mais agitadas de Berlim. A música eletrônica, fetiche dos moradores, está presente em quase todos eles, mas muitos dispõem de um segundo ambiente com algo mais comum (um rock ou pop). Watergate, House of Weekend, Tresor, Asphalt são outros lugares com garantia de diversão.

Mateus Souza adicionou foto de Berlim Foto 7

Onde ficar em Berlin
É claro que em uma cidade como Berlim não faltariam boas opções de hospedagens. Os viajantes do Dubbi recomendam vários hostels e hotéis. A Gabi Valverde, de Salvador, por exemplo, gostou bastante do Circus Hostel. “Excelente estrutura e muito bem localizado”. De fato, ficar na Mitte, Weinbergsweg 1A, no coração do centro, é um privilégio.

O viajante Marcos Arata, de São Paulo, recomenda um hostel de nome engraçado: The Cat Pajamas Hostel. É mais afastado do centro, porém perto da estação U Hermannplatz. E como o transporte público é um dos melhores do mundo, isso não é problema. Marcos disse ser o melhor hostel que ficou durante seu mochilão na Europa (e também um dos mais baratos). “Limpo, organizado, atendimento ótimo e café da manhã completo (incluindo salame, muito bom haha)”, conta.  

Já a viajante Juliana dá uma dica para quem se preocupa com a hora da volta. Ela escolheu o hostel Amstel Berlin por conta da localização deste, no bairro de Moabit, é uma boa opção de fácil acesso ao aeroporto.  

Tem mais dicas do que fazer em Berlim? Deixe nos comentários e inspire viajantes.

- - - -

Se você curtiu esse texto, ficaria extremamente feliz se pudesse dar um nele aí embaixo ou compartilhar com seus amigos!

COMENTÁRIOS:

RUTECN

RUTECN  comentou 3 anos atrás

Caminhar... sentir a cidade! Gostei dessa abordagem. É, vi que preciso voltar à Alemanha mais uma vez e conhecer Berlim. Fui, vi e não a conheci.

Marco Sintra

Marco Sintra comentou 3 anos atrás

Adorei as dicas amigo!

Mateus Souza

Mateus Souza comentou 3 anos atrás

Valeu Marco! Rute, faço isso em todas cidades que vou, seja uma metrópole ou uma cidadezinha no interior do Brasil.

Sua viagem tão sonhada planejada por um Expert de viagem

O Instaviagem.com é uma agência online especializada em planejar roteiros 100% personalizados e feitos sob medida para cada viajante. Você preenche um questionário informando todas as suas preferências e orçamento e recebe uma consultoria de um verdadeiro viajante profissional!

Veja opções de roteiros personalizados para Berlim,

PLANEJAR MINHA VIAGEM

Recomendamos para você:

Viajantes também leram:

SUA VIAGEM COMEÇA AQUI

Dubbi é um novo espaço para que pessoas incríveis que amam viajar possam interagir, se ajudar e compartilhar suas histórias e dicas de viagem.

Junte-se a nossa incrível comunidade de +35.000 de viajantes experts do Dubbi.