O dia em que conheci o clube de futebol mais antigo do mundo


  Nottingham  1417 visualizações

Desde que soube da possibilidade de ir a Nottingham, meu alerta de fã de futebol ficou aceso. Os aficionados pelo esporte bretão, como eu, já devem ter entendido o motivo. A cidade é casa do Nottingham Forest, clube inglês que fez história ao ser campeão europeu em 1979 e 1980 e até hoje vive das glórias do passado.

Ao fazer buscas pela internet, no entanto, um detalhe me chamou atenção. Havia na cidade um certo Notts County, “o clube profissional mais antigo do mundo”, fundado em 1862.

Mateus Souza adicionou foto de Nottingham Foto 1

Claro que só de estar na Inglaterra, berço do futebol, eu já estava absolutamente fascinado. Ficava imaginando pisar na mesma grama verde em que um bando de operários transformou uma bola de capotão no esporte mais popular do planeta. Respiro o esporte desde pequeno, seja acompanhando o meu Corinthians, seja nas peladas com amigos. Mas a possibilidade de conhecer o time mais antigo do mundo mexeu ainda mais comigo.

Esqueci completamente do Nottingham Forest e só queria saber do meu novo affair, que por sinal estava completando 150 anos de existência em 2012, bem quando eu estava na cidade. Estar na terceira divisão não seria um problema. No Brasil, a torcida mais apaixonada que eu conheço é, ao mesmo tempo, a que passa pela maior sofrência: a da Juventus, da Mooca.

Mateus Souza adicionou foto de Nottingham Foto 2

Aliás, falando em Juventus, o irmão mais famoso do clube, o de Turim, na Itália, teve seu uniforme alvinegro inspirado sabe em quem? No tal Notts County. Isso aí, eu estava prestes a me tornar um torcedor outsider de um time fora do mainstream. Meu próximo passo seria virar jornalista do ‘Loucos por Futebol’, programa da ESPN que comenta até resultados da sétima divisão turca.

Quando cheguei a Nottingham, minha primeira vez fora do Brasil, resolvi ir a pé mesmo rumo ao Meadow Lane, o estádio do Notts County, que eu já considerava épico.

Segundo o Google Maps, em pouco mais de uma hora de caminhada eu estaria lá. Era setembro, o céu estava mais azul do que de costume para o padrão inglês e fazia um friozinho simpático. Na caminhada, o interessante era ver a paisagem mudar. Da área estudantil onde eu estava, para o centro e seus shoppings e galerias modernas, até finalmente uma região mais industrial, com galpões abandonados, ruas cinzas de concreto e fachadas de fábricas vermelhas de tijolos a vista, onde ficava o estádio.

Mateus Souza adicionou foto de Nottingham Foto 3

Conforme ia me aproximando, imaginei que aquela minha romaria talvez acontecesse com frequência. É possível que todo dia, ou neste mesmo instante, outro louco esteja fazendo a mesma coisa só para conhecer o estádio e o clube de futebol mais antigo do mundo. Tanto eu como alguém no interior do Camboja estamos unidos por algo que vai muito além de credo, religião, orientação sexual ou ideologia política. É disso que se trata o futebol.  

Achei a entrada do estádio, mas fiquei um pouco nervoso já de longe. Tudo parecia deserto demais, mesmo para um clube que sabemos não ser um Manchester United de popularidade. Começou a passar pela minha cabeça a famosa “Lei de Murphy”: se algo poder dar errado, com certeza vai dar. Pois é, os portões estavam fechados.

Eu chamei o segurança, perguntei se não existia um tour pelo estádio. Vai saber, né. Como o inglês do interior é um pouco mais difícil de entender, questionei novamente após ouvir a resposta, só para ter certeza. “Today we are closed for maintenance”, repete. Não era possível. Estavam fechado para manutenção do local. Fiquei arrasado. Até tentei dar um “jeitinho brasileiro”, encontrar algum buraco no muro para entrar, explicar minha situação ao segurança, que vim do Brasil, que é muito longe, etc. Mas não teve jeito, a rigidez britânica venceu.

Mateus Souza adicionou foto de Nottingham Foto 4

Resolvi dar a volta no quarteirão para ver se conseguia captar algum ângulo do estádio, mas os acessos eram todos internos. Voltei à portaria e vi dois homens, com aparência de serem importantes, saindo. “Hi, can you help me, please?”, e contei toda minha saga, tentando ser breve e dramático ao mesmo tempo. Eles eram diretores da categoria de base, e, toma essa lei de Murphy, pediram ao segurança me deixar entrar um pouco, além do portão da rua, mas antes de outra grade que separava a arquibancada. Mesmo assim, um baita avanço!

Os dez minutos que me deixaram livres foram suficientes para tirar algumas fotos. Impressiona a qualidade do estádio, com gramado impecável, e a arquibancada, preta e amarela, todas com cadeiras confortáveis. Isso não temos nem nos clubes de primeira divisão do Brasil. Mas foi um encontro breve.

Depois, passei no estádio do Nottingham Forest, que ficava do outro lado do rio Trent. Lá deu tudo certo, visitei o estádio, conheci o gramado, a sala de troféus. Espero que ele não guarde mágoas por eu ter ficado fascinado pelo outro clube de Nottingham.  

Para encerrar, encontrei com um amigo brasileiro na Ye Olde Trip to Jerusalem, a “hospedaria mais antiga da Inglaterra”, de 1189, que servia de hospedagem aos cristãos que iam ao oriente nas Cruzadas. Hoje, é um pub em uma espécie de caverna, com algumas aranhas escalando as paredes.

Mas eu só conseguia contar para ele como conheci o clube mais antigo de futebol do mundo. Que dia!

Mateus Souza adicionou foto de Nottingham Foto 5

- - - -

Se você curtiu esse texto, ficaria extremamente feliz se pudesse dar um nele aí embaixo ou compartilhar com seus amigos!

COMENTÁRIOS:

Lou Mariano

Lou Mariano comentou 2 anos atrás

Que delícia seu relato! Adoro futebol (mas não entendo nada rsrs), e fiquei imaginando essa sua "aventura" e fiquei com vontade! Como é bom fazer descobertas e realizar sonhos ????????. Obrigada por compartilhar.

Fernando Ceron

Fernando Ceron comentou 2 anos atrás

Mateus, muito legal seu post. Parabéns !!!

Caio Martins

Caio Martins comentou 2 anos atrás

Mateus, sensacional!

Mateus Souza

Mateus Souza comentou 2 anos atrás

Valeu pessoal :) Sempre um prazer inspirar viajantes!

Sua viagem tão sonhada planejada por um Expert de viagem

O Instaviagem.com é uma agência online especializada em planejar roteiros 100% personalizados e feitos sob medida para cada viajante. Você preenche um questionário informando todas as suas preferências e orçamento e recebe uma consultoria de um verdadeiro viajante profissional!

Veja opções de roteiros personalizados para Nottingham,

PLANEJAR MINHA VIAGEM

Recomendamos para você:

Viajantes também leram:

SUA VIAGEM COMEÇA AQUI

Dubbi é um novo espaço para que pessoas incríveis que amam viajar possam interagir, se ajudar e compartilhar suas histórias e dicas de viagem.

Perguntas relacionadas

Junte-se a nossa incrível comunidade de +35.000 de viajantes experts do Dubbi.