Munique em Poucas Palavras:


  Munique, Alemanha  1471 visualizações

Analuiza Carvalho (Espiando Pelo Mundo) adicionou foto de Munique,Alemanha Foto 1

Munique, como muitas cidades alemãs, é velha, muito velha. Sua origem nos leva até a segunda metade do século XII. De lá para cá, a capital da Baviera e uma das maiores cidades da Alemanha, foi protagonista de muitas histórias. Ela foi destruída e reconstruída, por causas distintas, inúmeras vezes.

O que encontramos hoje é uma cidade alvoroçada e animada, que se move entre o passado e a modernidade, entupida de gente de todo o mundo, ansiosa por desfrutá-la, que se mistura à população local, num movimento constante de ir, vir, respirar, beber, comer, fotografar, falar, rir, conversar, aquecendo-a.

A seguir, Munique em Poucas Palavras: 

 Edifícios e estruturas:

Munique tem edifícios e estruturas extraordinárias. Entretanto, o que mais atrai são a memórias guardadas por trás de suas paredes. Dificilmente encontraremos um prédio em Munique brando, pálido, sem que esteja ligado a fatos históricos e lendas. Estes são alguns deles:

Old e New Justizpalast – são os prédios da justiça da Baviera. O edifício velho abriga o Departamento Bávaro de Justiça e a Corte Distrital I de Munique, enquanto no novo, que foi construído logo após a finalização do primeiro, estão a Corte Constitucional da Baviera e a Suprema Corte Regional. O primeiro é do ano de 1890, enquanto o segundo nos leva ao ano de 1905.

O prédio mais velho guarda uma crônica de sangue e injustiça: nele, os irmãos Sophie e Hans Scholl foram condenados pelos nazistas e posteriormente guilhotinados pela Gestapo por fazerem parte do Movimento Rosa Branca, em 1943, uma resistência pacífica à Segunda Guerra Mundial e à Hitler a quem consideravam megalomaníaco.

Analuiza Carvalho (Espiando Pelo Mundo) adicionou foto de Munique,Alemanha Foto 2

Münchener Post foi uma publicação que circulou em Munique e fez ferrenha oposição a Adolf Hitler e o NSDAP - Partido Nacional Socialista dos Trabalhadores Alemães, durante 13 anos, entre 1920 e 1933, quando então foi completamente destruído pela S.A. – as Tropas de Assalto do partido. 

Hitler, que odiava o jornal, o apelidou de cozinha venenosa, utilizando-se de um jargão jornalístico que dizia que as notícias eram cozidas.

Münchener funcionava em um bonito prédio art nouveau, que sobreviveu aos bombardeios da Segunda Guerra, situado na Altheimer Eck, onde hoje ainda podemos encontra-lo. 

O livro “Cozinha Venenosa”, da jornalista brasileira Silvia Bittencourt conta em detalhes a história do jornal bávaro e através das notícias publicadas nele, dos anos que antecederam a Segunda Guerra. 

Haus der Kunst - museu dedicado a explorar as variadas formas de arte contemporânea.

O edifício foi construído entre 1933 e 1937, quando então foi inaugurado, como a primeira representação monumental do Terceiro Reich, denominado "A Casa da Arte Alemã", transformando-se em um poderoso instrumento da propaganda nazista. 

Em 1939, vários atores usando trajes históricos e carros alegóricos desfilaram por horas pela Prinzregentenstraßeu para Hitler e o alto escalão nazista, pela celebração dos 2.000 anos da cultura germânica.

Analuiza Carvalho (Espiando Pelo Mundo) adicionou foto de Munique,Alemanha Foto 3

Führerbau (Construção do Líder): é o edifício principal da Universidade de Música e Artes de Munique (Hochschule für Musik und Theater München), localizado na Arcisstraße 12, desde 1957. Ele foi construído pelo Partido Nazista entre 1934 e 1937.

Durante os festejos anuais do Putsch da Cervejaria (1923), Hitler fazia a inspeção da parada comemorativa, que acontecia na Königsplatz daí, de uma sacada e foi nesse edifício que os Primeiros Ministros: Neville Chamberlain - britânico, Èdouard Daladier - francês, e Benito Mussolini - italiano, além de Adolf Hitler assinaram em Setembro de 1938, o Tratado de Munique, onde os Sudetos (parte da Tchecoslováquia) foram, arbitrariamente, concedidos à Alemanha. 

Os países tentaram, com essa manobra, evitar a guerra. Winston Churchill teria dito sobre esse acordo e sobre Chamberlain "Entre a desonra e a guerra, escolheste a desonra, e terás a guerra”. Ele estava certo. 

Durante a Segunda Guerra, o Führerbau foi usado para guardar as obras de arte que Hitler roubava dos museus de países que a Alemanha invadia.

Braunes Haus (Casa Parda): uma mansão na Brienner Straße 34, comprada por Hitler para ser sede do NSDAP em 1930. 

Na contramão da crise que assolava o país, o führer conseguiu levantar dinheiro, de maneira apenas especulada à época e nunca determinada, para adquirir a magnífica casa e demonstrar mais uma vez a importância do movimento que liderava. 

À bem da verdade, a compra somente foi possível porque esse bairro onde outrora, famílias abastadas moravam, estava decadente desde o fim da Primeira Guerra. 

Em 1945 a Casa Parda foi completamente destruída. Em seu lugar hoje encontramos o Centro de Documentação de Munique, que conta a história do Nacional Socialismo, inaugurado em 2015, em um prédio com design moderno.

Igrejas:

As igrejas em Munique têm estilos, idades e histórias distintas. Algumas carregam beleza, outras, simplicidade. Umas passam despercebidas e outras nos enchem de encantos. Todas, entretanto, merecem respeito por fazerem parte dos racontos da cidade e da vida de pessoas que por ali estiveram antes de nós.

Analuiza Carvalho (Espiando Pelo Mundo) adicionou foto de Munique,Alemanha Foto 4

Michaelskirche - a Igreja de São Miguel está situada na Neuhauser Straße e foi construída em 1585; possui uma fachada em estilo renascentista com camadas brancas que fazem lembrar uma árvore de Natal. A igreja original, a que foi construída nesse distante século, era menor e mais acanhada que a atual.

Centro espiritual da Contrarreforma – reação da igreja Católica à Reforma iniciada por Lutero – esta igreja carrega, entre as duas entradas principais, uma estátua do arcanjo Miguel lutando contra o mal da humanidade e defendendo a fé.

Por dentro, ela é soberba e ampla. Uma curiosidade: não há pilares sustentando a igreja que foi parcialmente destruída por bombardeios durante a Segunda Guerra Mundial.

Frauenkirche - a Igreja de Nossa Senhora é um dos símbolos de Munique, com suas duas torres gêmeas, usando chapéus esverdeados, que podem ser vistas de muitos pontos da cidade. Construída em 1468 em estilo gótico, levou 20 anos para ser concluída. Por dentro ela não tem nada de extraordinário, mas possui uma interessantíssima fábula, tornando essa igreja extremamente atraente. 

A lenda fala de quando o diabo foi enganado pelo arquiteto da igreja, achando que a mesma não tinha janelas, quando em verdade, elas estavam apenas escondidas pelas colunatas. 

Quando descobriu a farsa já era tarde demais e furioso transformou a si mesmo em uma ventania com intenção de colocar o prédio abaixo, mas falhou e até hoje é possível ouvir o vento que corre uivando entre as torres.

Praças:

Munique tem algumas praças muito charmosas, repletas de elementos interessantes, bonitos e acumulados de secular poeira.

Analuiza Carvalho (Espiando Pelo Mundo) adicionou foto de Munique,Alemanha Foto 5

Marienplatz - a Praça de Maria é o lugar mais emblemático de Munique, onde bate o coração da cidade. Já na Idade Média aqui acontecia o mercado de sal e milho.

Aqui está situada a Neues Rathaus - a Nova Prefeitura de Munique, em estilo gótico, incomum e datando de fins do século XIX, tendo levado pouco mais de 30 anos para ser concluído, cuja fachada de 100 metros possui muitas figuras, de príncipes eleitores, santos e personagens míticas. 

Diariamente acontece o espetáculo do carrilhão (Glockenspiel) , que fica na torre de 85 metros, composto por 43 sinos e 32 figuras. 

O carrilhão conta duas histórias do século XVI: na parte superior mostra o casamento do Duque Guilherme V com Renate de Lorraine e na metade inferior mostra os tanoeiros (Schäfflertanz), fabricantes de barris, dançando, após a epidemia de peste para mostrar vitalidade, lealdade ao duque e sua autoridade e para espantar o medo. 

Na Marienplatz está também Mariensäule, considerada o marco zero da cidade, construída em comemoração à expulsão das tropas suecas da região, durante a guerra dos 30 anos, no século XVII. 

 A Fischbrunnen, Fonte dos Peixes é cercada de lendas, mitos e rituais. Na Idade Média, quando na Praça de Maria funcionava um mercado, a fonte era usada para manter os peixes de rio vivos e hoje possui muitas lendas. 

Por fim, da Marienplatz, é possível ver a Altes Rathaus, cujo prédio que datava do século XIV, foi muito danificado por bombardeios durante a Segunda Guerra Mundial, sendo reconstruída após o fim do conflito. A torre atualmente abriga o Museu dos Brinquedos.

Odeonsplatz - esta praça foi palco de momentos históricos importantes do país, como por exemplo, uma manifestação em Agosto de 1914, em favor da Primeira Guerra Mundial e o Putsch da Cervejaria, onde Hitler tentou dar um golpe e tomar o poder na Alemanha, em Novembro de 1923, que culminaria com um confronto entre seguidores do futuro Fürher e forças do Estado, deixando 20 mortos.

Onde comer:

Munique oferece muitos e antigos lugares para ótimas refeições. O cardápio geralmente é típico com muitas salsichas, porco e cerveja. Normalmente há ambientes internos e externos, onde é permitido fumar. 

Analuiza Carvalho (Espiando Pelo Mundo) adicionou foto de Munique,Alemanha Foto 6

Hofbräuhaus - a cervejaria mais famosa de Munique: foi fundada em 1589, pelo duque Guilherme V para ser a cervejaria da corte. Está no endereço atual, na Platzl 9, desde 1654. Somente em 1830, recebeu autorização para vender cerveja ao público. Hoje ela é extremamente turística. 

No segundo andar da Hofbräuhaus, está um lugar muito significativo para a história do mundo. Foi em um salão, ali situado, onde Hitler fez seu primeiro discurso em 1920 e descobriu que era um bom orador. Começava a terrível trajetória nazista.

O Partido Nacional-Socialista dos Trabalhadores Alemães – ainda não sabemos quem está por trás desse produto – anunciou para esta semana duas noites de palestras científico-populares, das quais uma foi realizada na terça-feira, no salão de festas da Hofbräuhaus [cervejaria da corte]. (...) Sob um dos painéis armados pelo orador sobressaía a suástica.” 

Sob o símbolo da suástica, matéria publicada pelo Münchener Post sobre o NSDAP. 

Mais ou menos cem pessoas estavam na Hofbräuhaus naquela noite e Hitler foi aclamado.

Era muito comum nessa época que eventos políticos acontecessem nas cervejarias por duas razões: esses espaços faziam parte do dia a dia da cidade e além do mais tinham capacidade para abrigar muitas pessoas. Não raro as reuniões acabavam com os ânimos acirrados, bate boca e muita pancadaria e destruição. 

Esse texto é um fragmento retirado do blog Espiando Pelo Mundo. Se quiser saber um pouco mais sobre Munique, acesse: https://espiandopelomundo.blogspot.com.br/2016/11/munique-em-poucas-palavras.html

- - - -

Se você curtiu esse texto, ficaria extremamente feliz se pudesse dar um nele aí embaixo ou compartilhar com seus amigos!

COMENTÁRIOS:

Marcos Arata

Marcos Arata comentou 2 anos atrás

Showw!! Muito bom!

David Andrade

David Andrade comentou 2 anos atrás

Quero muito conhecer Munique, quando eu for já sei onde olhar! :) Obrigado

Analuiza Carvalho (Espiando Pelo Mundo)

Analuiza Carvalho (Espiando Pelo Mundo) comentou 2 anos atrás

Obrigada Marcos e Davi! Fico muuuito feliz em saber que vocês curtiram! Munique é muito interessante Davi, vá mesmo. Eu quero voltar um dia para mais explorações. Ana

eliane Lacerda

eliane Lacerda comentou 2 anos atrás

Que maravilha,amiga! Deve ser muito bom viajar assim!!!! Bjos http://www.elianedelacerda.com

Analuiza Carvalho (Espiando Pelo Mundo)

Analuiza Carvalho (Espiando Pelo Mundo) comentou 2 anos atrás

Oi Eliane! Que bom "vê-la" por aqui! Viajar, de qualquer jeito, é bom demais! Inclusive através de seus textos. beijos Ana

Sua viagem tão sonhada planejada por um Expert de viagem

O Instaviagem.com é uma agência online especializada em planejar roteiros 100% personalizados e feitos sob medida para cada viajante. Você preenche um questionário informando todas as suas preferências e orçamento e recebe uma consultoria de um verdadeiro viajante profissional!

Veja opções de roteiros personalizados para Munique, Alemanha,

PLANEJAR MINHA VIAGEM

SUA VIAGEM COMEÇA AQUI

Dubbi é um novo espaço para que pessoas incríveis que amam viajar possam interagir, se ajudar e compartilhar suas histórias e dicas de viagem.

Junte-se a nossa incrível comunidade de +35.000 de viajantes experts do Dubbi.