Dicas Boas e Baratas de Berlim


  Berlim  1150 visualizações

Lá em janeiro, eu fiz uma pergunta aqui pedindo dicas de Berlim - boas e baratas.

Eu fui semana retrasada à trabalho, para participar da maior feira de turismo do mundo, a ITB Berlin. Foi um sonho profisisonal realizado, representar minha agência no estande do Brasil, com a Embratur! E feiras de turismo são sempre divertidas, porque vemos vários países mostrando o que têm de melhor. São ótimas para dá aquela coceira de "quero viajar mais", mas também péssimas, porque você se toca que quer viajar o mundo e o tempo neste mundo é curto! 

Mas esse para este post, não queria falar da feira (apesar de ter sido demais). Queria falar sobre viajar para Berlim mesmo! Uma cidade que, confesso, não estava na minha lista de prioridades para visitar. Estava mais na lista de "talvez algum dia". 

E como muitos outros destinos que visitei por conta de família, amigos e trabalho, que não estavam na listinha, a cidade me surpreendeu! E como eu já havia falado no meu comentário/pergunta aqui no site, minha meta era conhecer o máximo possível, com pouca grana :-) 

1. Viajando Entre Cidades Alemãs. 

Polyana Oliveira adicionou foto de Berlim Foto 1

Eu cheguei em Berlim de trem, via Heidelberg (outra cidade ótima, que vai ficar para outro post). Comprei minha passagem por 24€. Minha amiga que decidiu de última hora - só conseguia por mais que 100€! Então se tiver vindo de Frankfurt, por exemplo, o que muitas pessoas fazem por ter voos diretos da Lufthansa, se antecipem. Outra opção econômica, é usar o BlaBlaCar - e vá de carona!

Por ser um trecho curto, e pelo bem do meio ambiente, não recomendo trechos de avião lá dentro da Alemanha. 

2. Berlin Welcome Card. 

Polyana Oliveira adicionou foto de Berlim Foto 2

Muitas pessoas indicam o Berlin Welcome Card para visitar a cidade. Você recebe um mapinha, e livrinho com vários descontos para vários museus e restaurantes, e atrações e afins na cidade, e além disso, pode rodar a vontade no transporte público! 

Mas sinceramente - provavelmente você não vai se aproveitar dos descontos. Comer em Berlim é muito barato (mais sobre isso abaixo), existem museus e monumentos grátis para serem visitados, e dos museus que eu visitei, o Welcome Card dava um desconto de 2€ em um deles. O de 48 horas custa 19€, mas o pass diário de transporte público custa 7€. Depois de comprar o Welcome Card nos primeiros dois dias, e perceber que não ia usar pra nada mesmo, passei à só comprar o pass diário do transporte público - que vale MUITO a pena. 

3. Transporte Público. 

Polyana Oliveira adicionou foto de Berlim Foto 3

Vamos falar um pouco mais sobre o transporte na cidade. Eu me apaixonei pelo transporte de Berlim

Mas o problema foi que - o transporte era tão bom, que eu muitas vezes acabava pegando metrô quando poderia ter ido a pé, o que eu gosto de fazer pra conhecer melhor as cidades que eu visito. Nos últimos dias lá, andei mais pelo bairro do hotel, e nem comprei pass de transporte, pra conhecer o bairro a pé. 

4. Hospedagem. 

Polyana Oliveira adicionou foto de Berlim Foto 4

Como o transporte é bom, não tem muito lugar ruim para se hospedar em Berlim! Eu mesmo fiquei hospedada em 3 lugares (long story), mas onde eu mais curtir ficar foi perto do Potsdamer Platz, e na região de Friedrichstrasse-Kreuzberg. Ambos têm muitos restaurantes e lojas por perto, não são regiões caras, mas são bem centrais - e me senti segura andando por lá. Eu pessoalmente gostei mais do City Stop Berlin, uma guest house fofa, que tem quarto a partir de 30€ a diária, com quartos desde singles até "family size". É super pequeno e aconchegante, fica colado em uma estação de metrô, tem de TUDO por perto, e a dona é uma fofa!

5. Comida. 

Polyana Oliveira adicionou foto de Berlim Foto 5

Agora vamos ao assunto mais importante de todos. Cara, como eu comi. Sério, engordei 3 kilos na Alemanha. Mas vamos lá. É muito baratoooo. Um prato em um restaurante indiano, que em São Paulo custaria no mínimo R$60, e teria a metade do sabor e tamanho, saiu por 6€ no almoço (foto acima - tudo isso por 6 EURO). E uma sopa vietnamita ou tailandesa por 4€ pra rebater o frio. O kebab gigante de 3€. Os lanches de 2€ nas estações de metrô ou os bretzels de 0,50€.... Enfim. Tudo muito bom, e não tão caro. E eu não esqueci da comida alemã - é que são muitas opções! Um bom pedido, que foi dica de um berlinense - foi o Brauhaus Georgbrau. É uma cervejaria, que serve um joelho de porco dos deuses. Dá pra pedir uma entrada e dividir o prato com outra pessoa, e ele vem com uma cerveja e um schnapps de acompanhamento, por 12€. Fica numa vila fofa, e tem como comprar uma cerveja de lembrança (1 litro é 10€). Eu trouxe para o meu namorado e ele amou!

Algumas comidinhas e preços de regra - kebab (ou doner por lá), street food (curry wurst), e padocas dentro de estações ou perto delas, são lugares onde você consegue almoçar ou tomar um café da manhã por menos que 4€. Eu todo dia no caminho para a feira, passava em uma padoca de metrô, comprava 2 bretzels, e um café por 2€. Muitos almoços foram de kebabs por 3€ (de falafel ou shawarma), e a noite, uma janta melhorzinha, mas que nunca passava de 10€ (incluindo a minha pint!). Os pratos são bem servidos nos restaurantes, então se você come pouco, como eu, antes de ir pra Alemanha, é bom dividir com seu parceiro de viagem. Se tiver sozinho, pede a quentinha pra almoçar no dia seguinte, ou pra larica pós-balada ;-) 

Outra coisa que é bom fazer para economizar, é ir ao mercado! Supermercados são os meus lugares favoritos quando viajo. Eu enchi minha mala de cerveja e mostarda na volta... Mas isso é para outro post. Nos mercados em Berlim, existem vários lanches e saladas prontas (elas vêm até com garfinho!). 

Uma coisa cara em Berlim, são bebidas. Águas e sucos em restaurantes e lanchonetes normalmente custam metade do preço da refeição, então sugiro sempre comprar água no supermercado (e garante que seja "flat" - normal, e não "sparkling" - à gás, que é o que eles gostam mais por lá). 

6. Passeios/Museus. 

Polyana Oliveira adicionou foto de Berlim Foto 6

Como eu estava à trabalho, usei todo meu tempo livre para escapar e conhecer melhor este cidade super marcante na história do MUNDO. Alguns monumentos e passeios são grátis - tipo o memorial do muro, ou o memorial dos judeus. E tem o Free Walking Tour (não fiz, mas me falaram bem), e os Alternative Tours (fiz um e achei bacana!). Além disso, tem visita grátis ao Congresso, de terça-feira, rola apresentação grátis da philarmônica (chegue uma meia hora antes - nós perdemos!). 

Se quiser visitar os museus, aí sim vai ter que pagar. Nós visitamos o Museu Judeu (8€), e fizemos um passeio dos bunkers na cidade (11€). Alguns amigos também visitaram o museu DDR, e o Bauhaus. Mas se dá pra fazer muito e aprender muito sobre a cidade sem ter que visitar vários museus na cidade - dá!

Bom, acho que é isso. Se algo não ficou muito claro, comente aqui que eu tento ajudar no que eu puder. 

ps - eu sou "uma velha", e estava trabalhando, então não peguei balada. sorry, não consigo ajudar com isso!

- - - -

Se você curtiu esse texto, ficaria extremamente feliz se pudesse dar um nele aí embaixo ou compartilhar com seus amigos!

COMENTÁRIOS:

Sua viagem tão sonhada planejada por um Expert de viagem

O Instaviagem.com é uma agência online especializada em planejar roteiros 100% personalizados e feitos sob medida para cada viajante. Você preenche um questionário informando todas as suas preferências e orçamento e recebe uma consultoria de um verdadeiro viajante profissional!

Veja opções de roteiros personalizados para Berlim,

PLANEJAR MINHA VIAGEM

Recomendamos para você:

Viajantes também leram:

SUA VIAGEM COMEÇA AQUI

Dubbi é um novo espaço para que pessoas incríveis que amam viajar possam interagir, se ajudar e compartilhar suas histórias e dicas de viagem.

Junte-se a nossa incrível comunidade de +35.000 de viajantes experts do Dubbi.