Luis Moritz

 Restaurantes, Passeios e Pontos Turísticos, Roteiro; Custos de viagem e Câmbio, Hospedagem, Curiosidade e Inspiração   Tóquio, Japão

O que merece destaque em Tóquio no período de agosto?

Estou planejando uma viagem para Tóquio em 2020 nas olimpíadas sozinho, está muito longe ainda mas eu gostaria de saber o que merece destaque e o que é furada em Tóquio. Onde é melhor para comer, qual bairro é melhor para ficar porque eu vi que o metrô é caro. Essas pequenas dúvidas de início de planejamento. Será um mochilão, ou seja não terá uma oferta muito grande de dinheiro e teremos disponíveis em torno de 15 dias.

Meu perfil de viagem: Aventureiro, Mochileiro, Família, Natureza, Fotógrafo

Responda a dúvida de Luis

Escreva a sua resposta...
RESPONDER

3 Respostas

Bianca Yosa

MELHOR RESPOSTA

Bianca Yosa São Paulo

respondeu 3 anos atrás

Olá Luis!

Acho que posso te ajudar sim, por muitas vezes estive por lá!

Vou tentar passar algumas dicas de passeios em conta que vc pode fazer em Tokyo.

Se vc tem interesse na cultura japonesa e deseja mergulhar de vez nela, segue:

-Asakusa - Senso-ji templo. lojinhas de presentes tradicionais, restaurantes tradicionais

-Tokyo Imperial palace - Tokyo station

-Museu Edo- Tokyo (pago)

-Santuário Meiji (yoyogi park)

Se vc gosta de tecnologia e modernidade:

Akihabara: Variedade de departamentos eletrônicos, mangas, anime, cosplay, otakus...

Harajuku: Takeshita street, (vale a pena) otakus, cosplays..

Shibuya Crossing.

Passeios pagos: Tokyo Skytree, Tokyo tower, Disneyland, Tsukiji market

Locais que valem a pena mas um pouco afastado: Yokohama (Chinatown) e Odaiba.

Restaurantes em conta para todos os gostos:

-Kaiten sushi: procure opções de 100-120 yens por prato, por ex: rede Genki Sushi, Heiroku sushi...

-Lamen, Udon, Sobá são opções em conta e encontra em qualquer lugar. Redes como Yoshinoya, Sukiya vc gasta por volta de 5-8 dolares para comer.

-Fasto food: Além do MC que é em conta a rede Lotteria é mais barato ainda!

-Family restaurant: Eu gosto muito, bem servido e bem em conta! (por volta de 8- 10 dolares) - Saizeriya: Italiano / Japa, GUSTO, Dennys (rede americana)....

Caso prefiram uma opção mais em conta ainda e rápida: Lojas de conveniência mais completa do mundo, vai encontrar sanduíches, bolinhos de arroz recheado, doces, bebida, sushi etc.. com 5 dolares vc consegue se alimentar bem.

Noite barata: Pub crawl Tokyo, Gaspanic (não paga), Izakaya (bar japonês com muita comida).

O App abaixo é para pesquisar rotas e horários de todas as linhas no Japão! esse app é essencial incluive para não se perder e economizar no tempo e dinheiro.

http://www.hyperdia.com/en/

É tão difícil resumir tudo aqui mas espero ter ajudado.

Se quiser saber mais é só perguntar.

Bianca

Persio Nakamoto

Persio Nakamoto São Paulo

respondeu 3 anos atrás

Oi, Luis.

Tudo bem?

Que bom que você já está se programando para visitar o Japão com bastante antecedência.

Planejamento sempre é bom, principalmente para um país desconhecido para aqueles que não falam o idioma local.

Já que você vai passar mais de duas semanas, poderá fazer o essencial e conhecer alguns lugares incríveis.

Começando por Tokyo, seria relevante conhecer dois templos básicos: Meiji Jingu (http://www.japan-guide.com/e/e3002.html) e Asakusa (http://www.japan-guide.com/e/e3004.html). A partir de Asakusa, você pode pegar um barco que cruza o principal rio de Tokyo: Sumidagawa. Não é uma Paris, mas tem seu charme.

Eu dispensaria o palácio imperial, pois você pode apenas visitar os jardins e não é nada especial. É enorme e você perderia tempo andando para nada. Se você gosta de jardins, há outros mais bonitos.

Akihabara é essencial. Mesmo que você não vá comprar nada, vale a pena ver as últimas novidades e traquitanas que nem chegarão ao Brasil. Nas ruas paralelas, há comércio de coisas ligadas a anime e manga.

Só vá para a Shibuya crossing se você for comer num dos restaurantes nos prédios vizinhos. De lá, você pode ver a impressionante vista das pessoas cruzando esse enorme encontro de ruas. Aproveite e veja também a famosa estátua do cachorro Hachiko.

Não deixe de visitar a Skytree. É caro, mas vale a pena. Depois de subir um lance, há outro guichê para cobrança para chegar no lance mais alto. Ou seja, é caro! Não precisa visitar a Tokyo Tower, que é paga. Se quiser economizar, pode visitar a torre da prefeitura de Tokyo, que é gratuita.

Não perca tempo visitando a Tokyo Disneyland. É muito infantil e lotada.

Se você não se interessar tanto por mercados, não há necessidades de visitar o Tsukiji Market (http://www.japan-guide.com/e/e3021.html).

Não perca tempo visitando Yokohama: é uma cidade moderna e nada atrativa. Talvez, valha a pena visitar a Chinatown, mas somente pela comida.

Se você for visitar Odaiba, lembre-se que perderá muito tempo, pois é enorme e nada especial. Talvez, se você for, conhecer a Toyota talvez seja a melhor oportunidade de verificar carros diferenciados que ainda não foram lançados.

Não vale a pena ir a Ginza (uma das partes mais nobres de Tokyo). Se você gosta de eletrônicos, vale a pena conhecer o stand/showroom da Sony em Ginza. Lá, você encontra em exposição antigos produtos, novos produtos e outros que não foram nem serão lançados.

Conhecer Ueno talvez seja o inusitado da viagem. É realmente um local único, pois se trata de uma 25 de março. Os produtos são mais baratos e há uma loja ótima para comprar camisetas, pois eles montam na hora a estampa que você deseja dentro do enorme catálogo que possuem. Não vale a pena conhecer o zoológico, a não ser que você goste de pandas.

Para comprinhas, vale muito a pena conhecer as lojas chamadas Tokyu Hands (https://www.google.com.br/maps/place/TOKYU+HANDS/@35.6870512,139.7020289,3a,75y,81h,90t/data=!3m8!1e1!3m6!1syUI1EOstv6oAAAAGOt9dsA!2e0!3e2!6s%2F%2Fgeo2.ggpht.com%2Fcbk%3Fpanoid%3DyUI1EOstv6oAAAAGOt9dsA%26output%3Dthumbnail%26cb_client%3Dsearch.TACTILE.gps%26thumb%3D2%26w%3D86%26h%3D86%26yaw%3D81.540062%26pitch%3D0!7i13312!8i6656!4m8!1m2!2m1!1stokyu+hands+perto+de+Shinjuku,+T%C3%B3quio,+Jap%C3%A3o!3m4!1s0x60188cc5738077fb:0xfd9cb43b4870be59!8m2!3d35.6871734!4d139.7024416!6m1!1e1?hl=pt-BR). Há várias espalhadas pelo Japão. Se você quiser, dá para visitá-las pelo Google maps. São lojas enormes que vendem supérfluos, ou seja, tudo o que você não desejava, mas ficou com vontade de comprar.

A partir de Tokyo, você pode conhecer o parque de Nikko (http://www.japan-guide.com/e/e3800.html). Vale a pena!!! Não é muito longe e pode ser feito num bate e volta tranquilamente. É um dos patrimônios históricos da ONU.

A partir de Tokyo, você deve visitar Kamakura (http://www.japan-guide.com/e/e2166.html). É fácil de ir. Se não estiver chovendo, você pode descer uma estação antes e seguir o caminho a pé pelas montanhas (http://www.japan-guide.com/e/e3113.html). É uma caminhada meio puxada, mas vale a pena, pois você vai conhecendo outros lugares com pouquíssimos turistas.

Museu Ghibli: visita obrigatória para quem gosta dos desenhos japoneses do Hayao Miyazaki. O problema é a compra dos ingressos, pois precisam ser feitos com antecedência. Eu consegui ingresso apenas para as 4 da tarde e o museu fechava às 6. Se você não gosta, não precisa ir.

Vale a pena ir para o Monte Fuji? Eu não sei. Dependerá da sua vontade de caminhar e tempo. Se não tiver tempo, deixe para outra oportunidade.

Hakone: ir lá é conhecer o passatempo preferido dos japoneses: onsen. Experiência diferente para ocidentais. Só vá se tiver tempo. Se preferir, pode visitar a cidade de Kusatsu (https://www.tripadvisor.com.br/Attraction_Review-g303152-d1423991-Reviews-Kusatsu_Onsen-Kusatsu_machi_Agatsuma_gun_Gunma_Prefecture_Kanto.html). É um dos maiores onsen do Japão. É bem tradicional.

Ryokan: são hotéis caros, mas seria interessante caso você não pensasse em voltar mais ao Japão. É uma experiência que remete ao Japão feudal.

Saindo de Tokyo...

Só vá para Shirakawa (http://www.japan-guide.com/e/e5950.html) se você tiver tempo. É muito bonito, mas fica fora de mão e não há shinkansen para a região.

Não vale a pena conhecer Nagoya nem Osaka. São cidades grandes e ponto final.

Vá para Nara ver o Buda gigante e só. É preferível ficar em Kyoto, onde há inúmeras possibilidades de passeio.

Em Kyoto, visite o Kiyomizudera (obrigatório), Ryoanji (ver o famoso jardim), Fushimi Inari (incrível passeio por milhares de portais), Kinkakuji (templo de ouro), Gion (Kyoto antigo), Higashi e Nishi Honganji (se tiver tempo, ambos ficam em frente à estação central).

Se tiver que ver um castelo, vá para Himeji (no meio do caminho entre Kobe e Hiroshima). Veja somente por fora, pois não há nada dentro.

Visite o museu da Bomba em Hiroshima e se emocione. Dá um nó nas tripas. Depois, conheça Miyajima e o famoso templo e tori sobre a água do mar. Antes de ir, verifique obrigatoriamente a maré, pois na baixa, você poderá caminhar até o tori. Se possível, suba o monte Misen. Se tiver tempo, suba a pé. É cansativo, mas vale o esforço. Se você estiver em forma, subirá em cerca de 90 minutos.

Koyasan é obrigatório!!! É tão impressionante quanto Nikko. Fica próximo de Nara e Kyoto. Dá para fazer um bate e volta tranquilamente, mas tem de ir bem cedo, pois são muitas baldeações.

Quanto a locais para se hospedar em Tokyo, eu sempre recomendo que fique próximo à linha Yamanote-sen. É a linha que circula Tokyo e passa em todas as principais regiões. Se você se hospedar dentro do círculo, pagará mais caro. Por isso, procure algo fora, mas próximo a essa linha.

Se você tiver o passe da JR, que provavelmente comprará para ir a outros lugares no Japão, poderá usá-lo dentro de Tokyo, pois o trem alcança diversas partes e não apenas o metrô. Este é caro demais, pois se paga pela distância e algumas baldeações. Se pegar somente trem, poderá usar o passe. Para comprar o passe da JR, eu usei o seguinte site: https://www.japan-rail-pass.pt/. Saiu mais barato do que se comprasse no Brasil. No entanto, não deixe de verificar o preço, pois varia muito de site para site. Tem de comprar no Brasil, pois não é vendido dentro do Japão. Se perder, não há segunda via.

O Japão é um país extremamente seguro, por isso dinheiro é essencial. Nem todo lugar aceita facilmente o cartão de crédito. Em termos de alimentação, o Japão é o único país do mundo em que comer em um grande centro como em uma cidade pequena terá a mesma qualidade e atenção. Por isso, se quiser economizar, não precisa se preocupar se está comendo ou não num lugar que parece acanhado demais. A comida será boa. Se o dinheiro apertar, apele para as lojas de conveniência, pois são baratas e ótimas.

Luis, se tiver mais alguma questão, escreva-me ou escreva-nos. Tenho certeza que muitos ajudarão.

Abraços.

Persio Nakamoto

Persio Nakamoto São Paulo

respondeu 3 anos atrás

Oi, Luis, Minha dúvida: você ficará somente em Tokyo e adjacências ou andará pelo país? Você prefere algo mais tradicional ou mais moderno? Assim que me der o retorno, faço uma reposta mais decente.

Abraços

Sua viagem tão sonhada planejada por um Expert de viagem

O Instaviagem.com é uma agência online especializada em planejar roteiros 100% personalizados e feitos sob medida para cada viajante. Você preenche um questionário informando todas as suas preferências e orçamento e recebe uma consultoria de um verdadeiro viajante profissional!

Veja opções de roteiros personalizados para Tóquio, Japão,

PLANEJAR MINHA VIAGEM

Recomendamos para você:

Perguntas que os viajantes também leram...

Junte-se a nossa incrível comunidade de +35.000 de viajantes experts do Dubbi.