O que fazer em São Roque (SP)


  São Roque  3411 visualizações

Um dos principais destinos de bate-volta a partir de São Paulo (são apenas 66 km), a charmosa cidade do interior paulista guarda inúmeras surpresas ao viajante que a visita. Há muito o que fazer em São Roque, e esse texto mostra algumas das melhores opções.

O Roteiro do Vinho é provavelmente o ápice do que fazer em São Roque. Trata-se de uma rota asfaltada com mais de 30 estabelecimentos, entre vinícolas, adegas e restaurantes, nos quais o viajante vai parando e fazendo degustação do néctar dos deuses, além de aprender sobre a história da bebida e os diferentes tipos de sabores. É um clima que parece Mendoza, na Argentina, mas em pleno estado de São Paulo.

DUBBI  adicionou foto de São Roque Foto 1Divulgação/Shutterstock

E não são só vinhos que o viajante encontra por lá. “O que mais tem são os vinhedos com muito queijo para acompanhá-los. Conhecer os vinhos e queijos de São Roque não tem preço”, diz o viajante Adriano Silva.  

Já ficou claro que a principal opção do que fazer em São Roque está relacionada ao vinho. Mas de onde surgiu a importância da bebida na cidade? A história começou no século XVII, quando portugueses passaram a cultivar videiras próximas às margens de dois rios locais. Com a chegada dos imigrantes italianos, no século XIX, essa prática só se acentuou. Atualmente, São Roque produz mais de 10 milhões de litros de vinho por ano.  

Há muito o que fazer em São Roque no Roteiro do Vinho (este site traz todos os detalhes). O viajante precisa pegar a Estrada do Vinho e a rodovia Quintino de Lima (placas pela cidade indicam a localização de ambas). A estrada existe há cerca de 20 anos, mas foi só recentemente que agricultores locais se organizaram para criar o Roteiro do Vinho, percebendo o aumento do fluxo de visitantes. E tudo que se organiza no mundo do turismo cresce. Tanto que hoje a cidade calcula receber 10 mil turistas por mês, um número considerável para um município de 80 mil habitantes.

O viajante, óbvio, tem autonomia para entrar naquelas que mais lhe agrade. Mas a vinícola Góes, a mais famosa de todas, merece uma parcela do seu tempo (quem nunca bebeu ou ao menos teve em casa uma garrafa de Góes?). Ela é a única a cultivar, na própria cidade, as desejadas uvas cabernet sauvignon. Se for comprar alguma lembrança, a viajante Liine de Souza tem uma boa notícia. “Os preços lá dentro não são bons, são ótimos”, afirma.

DUBBI  adicionou foto de São Roque Foto 2

Grande parte das vinícolas disponibiliza passeios guiados (que duram, em média, de 1 a 2 horas e custam um preço próximo aos R$ 20 por pessoa). A vinícola Canguera é outra muito conhecida. Além de, claro, vinhos, não deixe de provar o pastel de alcachofra do cardápio.

Mas é o viajante Fernando Ceron, de São Paulo, que dá a dica de ouro para quem busca nas vinícolas o que fazer em São Roque. “Mesmo que encontre as grandes vinícolas, não esqueça das menores. Elas podem render boas opções”, afirma.

Outros passeios
O que fazer em São Roque além dos vinhos e queijos? Para o viajante com essa angustiante pergunta, trazemos todas as respostas.

Fazenda Angolana
Filhotinhos de cachorros, coelhos, vacas, porcos, pássaros, tucanos e outros animais podem ser vistos na fazenda de 168 mil m², uma agradável opção do que fazer em São Roque. Passeios de charrete, trilhas, vista de lagos e lagoas completam o leque de opções. A sensação é de uma imersão na natureza. Se você é um viajante com crianças, é altamente recomendado. Entrada a R$ 7 por pessoa. Aberto às sextas, sábados, domingos e feriados, das 9h às 17h.

DUBBI  adicionou foto de São Roque Foto 3

Ski Mountain Park
É lembrando da infância que o viajante Dennis Carlotti conta o que fazer em São Roque. “Eu ia muito para lá quando era pequeno”. E entre suas principais dicas está o Ski Mountain Park. “Lá tem restaurante, ótimas vistas, tobogã, além da oportunidade de andar de esqui ou snowboard”, diz Dennis.

E como funciona essa opção do que fazer em São Roque? A 1.200 metros do nível do mar, o parque recria uma estação de esqui (nada perto de Bariloche ou Valle Nevado, no entanto). O visitante estaciona o carro em um nível mais baixo do parque e sobe de trenzinho. Lá de cima, é possível praticar esqui e snowboard. Também dá para andar de teleférico, praticar arvorismo, passear a cavalo, atirar de paintball, subir na torre de alpinismo, descer de tirolesa, brincar de arco e flecha.

DUBBI  adicionou foto de São Roque Foto 4

Muito o que fazer em São Roque só no Ski Mountain Park! O pacote de R$80 abrange vários desses passeios. O local abre aos sábados, domingos e feriados, das 10h às 18h.

Morro do Saboó
Quem achou que só tinha o que fazer em São Roque no meio das videiras está profundamente enganado. O turismo ecológico é bastante forte na cidade, com o morro do Saboó como carro chefe, graças à sua vista incrível. Do alto de mais de mil metros, pode-se ver Mairinque, Itu, Sorocaba, Araçoiaba da Serra e até mesmo a Grande São Paulo.

Localizado dentro de três propriedades particulares, é possível fazer trilha lá dentro, que vai até o Morro do Careca, passando por uma mata mais fechada, criando um contato maior com a natureza. No final, o visitante encontra um riacho com água cristalina e refrescante.

DUBBI  adicionou foto de São Roque Foto 5

Quanto tempo em São Roque
Um final de semana é o ideal para aproveitar todo o roteiro do que fazer em São Roque com calma. Mas é totalmente possível em menos tempo. “Eu tinha apenas UM dia para aproveitar tudo que eu podia. Fiquei com medo que não desse tempo de fazer algo, ou que ficasse muito corrido. Mas deu tudo certo!”, relata a viajante Liine de Souza.

Como chegar em São Roque
O viajante que sai de São Paulo pode escolher entre as rodovias Castelo Branco e Raposo Tavares. Pela segunda, a distância é um pouco mais curta, mas a estrada exige mais atenção. Pela Castelo, o viajante pode parar, na ida ou na volta, no Outlet Catarina Fashion, um dos mais recentes do Brasil, com dezenas de lojas com preços de estoque.

Onde ficar em São Roque
Quem preferir dormir para aproveitar ainda mais o que fazer em São Roque, o viajante Vitor Boccio recomenda a pousada Acalanto, classificada por ele como  “muito aconchegante, com muita grama, muita árvore e poucos chalés”, diz. O local conta com uma piscina com nascente e um lago para pescar.



- - - -

Se você curtiu esse texto, ficaria extremamente feliz se pudesse dar um nele aí embaixo ou compartilhar com seus amigos!

COMENTÁRIOS:

Liine de Souza

Liine de Souza comentou 3 anos atrás

Olha meu nome ai! rs ?

DUBBI

DUBBI  comentou 3 anos atrás

Sim, suas dicas foram ótimas, Liine :)

Renata Cardias

Renata Cardias comentou 3 anos atrás

É importante também acrescentar que São Roque também há lugares bem interessantes tanto na estrada do vinho, eu recomendo a destilaria Stoliskoff, as alcachofras Bom Sucesso, o Villa Canguera (o restaurante da Cris), além de comida gostosa tem uma rede pra dormir depois do almoço. No centro vale a pena a visita a igreja de São Roque e também a Brasiltal (Centro Cultural).

Sua viagem tão sonhada planejada por um Expert de viagem

O Instaviagem.com é uma agência online especializada em planejar roteiros 100% personalizados e feitos sob medida para cada viajante. Você preenche um questionário informando todas as suas preferências e orçamento e recebe uma consultoria de um verdadeiro viajante profissional!

Veja opções de roteiros personalizados para São Roque,

PLANEJAR MINHA VIAGEM

Recomendamos para você:

Viajantes também leram:

SUA VIAGEM COMEÇA AQUI

Dubbi é um novo espaço para que pessoas incríveis que amam viajar possam interagir, se ajudar e compartilhar suas histórias e dicas de viagem.

Junte-se a nossa incrível comunidade de +35.000 de viajantes experts do Dubbi.