O que fazer em Florianópolis (SC)


  Florianópolis  1162 visualizações

O número a seguir é um dos mais impressionantes em termos de turismo em todo o território brasileiro: a população de quase 300 mil habitantes da cidade de Florianópolis chega a receber mais de um milhão de visitantes na alta temporada.

Mas, afinal, o que fazer em Florianópolis? Por que ela é tão procurada? A resposta não é difícil. Floripa é uma ilha que tem de tudo um pouco, seja na parte urbana, seja nas praias.

DUBBI  adicionou foto de Florianópolis Foto 1

Divulgação/Shutterstock

Confira, a seguir, nosso compilado de dicas do que fazer em Florianópolis, terra dos manezinhos (como são conhecidos os nativos da cidade).

As praias
Quando alguém procura o que fazer em Florianópolis, já vai com a certeza de que encontrará muitas praias, algumas delas simplesmente maravilhosas. O viajante Tiago Imperatori, de Lajeado, considera como as favoritas: Mole, Brava, Costão do Santinho e Lagoinha. Vamos detalhar cada uma delas.

DUBBI  adicionou foto de Florianópolis Foto 2

Divulgação/Shutterstock

A praia Mole é de tombo e com águas agitadas, sendo necessário um cuidado a mais para todo mundo que nela mergulha, principalmente crianças. Tomando essa devida precaução, se jogue! Ela é uma das praias mais movimentadas de Floripa, com vários bares em toda a orla. As encostas são usadas como rampa de decolagem aos praticantes de parapente, e os surfistas aproveitam o mar rebelde para botar em prática suas manobras. Definitivamente, uma das melhores opções do que fazer em Florianópolis.

A praia Brava tem características bastante semelhantes com a Mole (um visual tão belo quanto, mas cada uma é única em suas peculiaridades). Enquanto na Mole é preciso fazer uma mini trilha para chegar, na Brava o acesso é mais direto. Os surfistas também adoram a Brava com seu mar revolto. Assim como a maioria das praias de Floripa, linhas de ônibus municipais atendem a região.

DUBBI  adicionou foto de Florianópolis Foto 3

Divulgação/Shutterstock

O Costão do Santinho é uma experiência única para quem busca o que fazer em Florianópolis. Trata-se do mais falado resort catarinense, situado próximo a uma área de preservação ambiental e com arquitetura inspirada nos açorianos, colonizadores da ilha. Possui de tudo um pouco que o viajante possa imaginar, como trilhas, atividades, piscinas, saunas, SPA, chefs conceituados nos restaurantes. Os quartos variam de suíte imperial a standards, o que abrange vários tipos de bolsos.

DUBBI  adicionou foto de Florianópolis Foto 4

Já a Lagoinha é uma praia no extremo norte da ilha de Santa Catarina. Se você busca o que fazer em Florianópolis longe do agito da cidade e das praias mais movimentadas, será um dos lugares mais agradáveis que irá encontrar (a Pousada da Lagoinha tem estadia a R$ 200). Diferente das demais praias aqui comentadas, na Lagoinha as águas são calmas, que combinam perfeitamente com o ambiente meio rústico da vila de pescadores, onde reina o sossego. A única semelhança com as demais está no visual estonteante.  

Mas, claro, as opções do que fazer em Florianópolis em suas praias não se limitam a esses nomes. Jurerê, Joaquina, Daniela, Lagoa da Conceição, Canasvieiras, Ingleses, Campeche e Matadeiros também figuram na lista de lugares imperdíveis.

DUBBI  adicionou foto de Florianópolis Foto 5

Caso queira o famoso “matar dois coelhos com uma cajadada só”, ou, no caso, vários coelhos, a viajante Lorena Moraes, de Imbituba, recomenda passeios de barco que margeiam a costa, nos quais é possível desembarcar em diferentes paradas. Dessa maneira, conhece várias praias de uma só vez.  

Mirante
O que fazer em Florianópolis? Observar e admirar a cidade inteira! Isso é possível do Mirante do Morro da Cruz, na região central, a 285 m de altitude. Lá de cima se tem uma vista panorâmica de toda a região central de Floripa, as baías Norte e Sul, as três pontes e os municípios de São José, Palhoça e Biguaçú. Coisa linda demais! Para ir de transporte público, pegue a linha de ônibus “Morro da Cruz”, da empresa Transol, saindo do Terminal de Integração do Centro (TICEN). Não vá à noite pois é perigoso (mesmo de dia, preste muita atenção em tudo).

Onde comer
Como já vimos, há muito o que fazer em Florianópolis, mas nada disso fica completo se não forrarmos nosso estômago com comida gostosa. E nisso Florianópolis é rainha: existem uma gama de bons restaurantes, em diferentes pontos da ilha.

Vamos começar pelo tradicionalíssimo Bar do Arante, no Pântano do Sul, aberto em 1958 pelo casal Osmarina e Arante (ele, que dá o nome ao lugar, infelizmente faleceu em 2012). A grande atração do local, além do delicioso cardápio à base de frutos do mar, são os inúmeros bilhetinhos pendurados na parede e no telhado, criando uma decoração única e atraindo os olhares admirados dos clientes.

DUBBI  adicionou foto de Florianópolis Foto 6

Foto: Janko Hoener/CC-BY-SA-4.0/Creative Commons

Outra boa pedida é comer na Lagoa da Conceição, região que concentra muitas opções do que fazer em Florianópolis. E nada como uma boa pizza, não é mesmo? A Pizzaria Basílico cumpre bem todos os requisitos: bom atendimento, pratos divinos e um preço confortável, a partir de R$ 55. Uma das mais pedidas é a Blumenau, que leva a tradicional linguiça Blumenau. Recomenda-se fazer reserva com 24 horas de antecedência.  

Tomar um cafezinho
Para os dias de chuva e inverno, aproveite a hora que for para a Lagoa da Conceição e tome um cafezinho no Café Cultura, que vira e mexe é escolhido o melhor da cidade por rankings de revistas. A dica é da viajante Roberta Fernandes, que acrescenta. “Só não tenha pressa, porque o lugar é meio devagar. Mas tudo lá é delicioso”, diz.

DUBBI  adicionou foto de Florianópolis Foto 7

Divulgação/Shutterstock

Onde sair à noite
Existe muita coisa para fazer em Florianópolis depois do sol ir embora, mas o point da balada é o P12 Parador Internacional, em Jurerê Internacional (Jurerê, para quem não conhece a fama, é a praia que artistas e milionários possuem casas, e que Camaros Amarelos competem espaço nas ruas com Ferraris). Apesar do glamour da região, os shows na P12 (esse ano ainda vai receber nomes como Marcos & Belutti e Skank) têm ingressos acessíveis, com preços geralmente a partir de R$ 30 o primeiro lote.

Onde ficar
O viajante Caio Angarten, de Indaiatuba, indica o hostel Che Lagarto, franquia que ele considera muito boa (viajantes Dubbis, inclusive, têm descontos). Fica na Lagoa da Conceição. No centro, o viajante pode optar pelo Floripa Hostel, indicação da Lorena Moraes, de Imbituba.

Tem mais dicas do que fazer em Florianópolis? Deixe nos comentários e inspire viajantes!

- - - -

Se você curtiu esse texto, ficaria extremamente feliz se pudesse dar um nele aí embaixo ou compartilhar com seus amigos!

COMENTÁRIOS:

Fábio

Fábio  comentou 3 anos atrás

Florianópolis é linda, me apaixonei.

Sua viagem tão sonhada planejada por um Expert de viagem

O Instaviagem.com é uma agência online especializada em planejar roteiros 100% personalizados e feitos sob medida para cada viajante. Você preenche um questionário informando todas as suas preferências e orçamento e recebe uma consultoria de um verdadeiro viajante profissional!

Veja opções de roteiros personalizados para Florianópolis,

PLANEJAR MINHA VIAGEM

Recomendamos para você:

Viajantes também leram:

SUA VIAGEM COMEÇA AQUI

Dubbi é um novo espaço para que pessoas incríveis que amam viajar possam interagir, se ajudar e compartilhar suas histórias e dicas de viagem.

Junte-se a nossa incrível comunidade de +35.000 de viajantes experts do Dubbi.